F1: Chefes do GP da Arábia Saudita se encontraram com equipes e pilotos para discutir sobre segurança

Os chefes da Fórmula 1 da Arábia Saudita se reuniram em particular com todas as equipes e pilotos para oferecer garantias sobre a segurança em Jeddah após os eventos que marcaram a corrida desta temporada

Flames light the nights sky in the distance beyond the circuit

A segunda etapa do campeonato de 2022 da Fórmula 1 foi ofuscada por um ataque de míssil em uma instalação de petróleo perto da pista na sexta-feira. Os rebeldes Houthis do Iêmen reivindicaram a responsabilidade pelo ataque.

Leia também:

Isso levou a conversas entre chefes, equipes e pilotos da F1 na noite de sexta-feira em Jeddah para discutir se era ou não seguro continuar com o GP da Arábia Saudita. No final, foi acordado que o GP deveria continuar, sem mais incidentes ocorrendo.

A situação em Jeddah levou a uma revisão do que aconteceu pelos chefes da corrida, enquanto eles elaboravam um plano para garantir que não houvesse repetição no futuro.

Os chefes de corrida agora se reuniram individualmente com todas as equipes e pilotos nas últimas corridas para discutir assuntos e garantir que os competidores estejam confortáveis ​​com a resposta da Arábia Saudita, uma vez que terá em 2023 a F1 retorna ao país.

Como parte das discussões em andamento, o Ministro do Esporte da Arábia Saudita, príncipe Abdulaziz Bin Turki Al-Faisal, participou brevemente do GP de Singapura do último fim de semana para oferecer uma atualização sobre o progresso que está sendo feito.

Falando à mídia selecionada, incluindo o Motorsport.com, ele disse que as discussões com pilotos e equipes foram positivas.

“Falamos com eles sobre quais medidas foram tomadas, trabalhando com a F1 em particular, e nossa prioridade número um é a segurança de todos”, disse ele.

Fumaça no céu de Jeddah

Fumaça no céu de Jeddah

Photo by: Motorsport Images

"Isso não é apenas ao redor da pista, mas ao redor do reino. Curiosamente, três dias depois desse [ataque], houve um anúncio de um cessar-fogo. Então, acho que com toda a mídia vindo [para a corrida] era uma maneira de mostrar agressividade e pegar a mídia lá fora. Mas estávamos confiantes de que era seguro na época".

O príncipe Abdulaziz considera importante que haja uma discussão aberta sobre as preocupações de qualquer pessoa na F1, já que ele admitiu que a corrida poderia ter feito mais para falar com pilotos e equipes antes.

"Acho que o que precisamos fazer mais é manter um diálogo aberto e uma comunicação aberta entre nós", disse ele.

"Para nós, foi um aprendizado, então talvez não tenhamos chegado a muitas equipes e assim por diante antes da primeira corrida. Vimos que isso era necessário [agora], então tomamos essa ação."

Ele acrescentou: "Sabemos que temos algumas preocupações em relação a alguns problemas. Não somos perfeitos e nunca afirmamos que somos. Mas pelo menos estamos aprendendo com nossas experiências e estamos tomando medidas para torná-lo melhor no futuro."

O príncipe Abdulaziz disse que outras medidas de segurança serão tomadas em 2023 para tornar as coisas ainda mais seguras para a comunidade da F1.

“Estamos trabalhando com a F1 para garantir que quaisquer preocupações que qualquer um dos pilotos, equipes ou indivíduos, até mesmo os fãs. Atendemos a essas preocupações”, disse ele.

“Sabemos que é seguro, mas precisamos explicar quais medidas foram tomadas. Mais de 4mil soldados foram mobilizados durante esse evento apenas para garantir [isso], porque quando essas coisas acontecem, você tem medo de que as pessoas que querem agravar percebam. Por isso, apenas nos certificamos de que ninguém afetasse a segurança do evento e da cidade.

"Para nós, segurança e proteção são ainda maiores que a F1. É sobre uma nação, então essa é nossa prioridade número um. E estamos trabalhando com eles."

Ajustes na pista

Fãs assistem a largada da corrida no Paddock Club

Fãs assistem a largada da corrida no Paddock Club

Photo by: Glenn Dunbar / Motorsport Images

Além do aumento da segurança no local, as barreiras do circuito passarão por pequenas alterações para a prova de 2023, visando ajudar a melhorar a visibilidade dos pilotos.

"Estamos trabalhando com a FIA e a F1 para fazer algumas mudanças na pista", acrescentou o príncipe Abdulaziz. "O layout é o mesmo, mas por questões de segurança vamos melhorar a visibilidade.

"Aprendemos também que o novo carro é mais sensível nas zebras, que era o mesmo em Miami, então nós mudamos as zebras em comparação com o primeiro ano.

“Desde que terminamos a segunda corrida, estamos trabalhando constantemente com a FIA e a F1, para garantir que estejamos bem preparados para a próxima corrida", finalizou o Ministro do Esporte da Arábia Saudita.

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Vice-campeão? Red Bull 'projeta' Pérez após vitória em Singapura
Próximo artigo F1: Magnussen 'dispara' sobre bandeira preta e laranja no GP de Singapura: "Foi muito exagerado"

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil