F1: Claire Williams diz que novos donos queriam mantê-la na equipe

compartilhar
comentários
F1: Claire Williams diz que novos donos queriam mantê-la na equipe
Por:
, Editor

Filha de Frank Williams, que estava no comando do time nos últimos anos, afirmou que esta era a hora certa de sair

Claire Williams revelou que os novos proprietários da Williams, a Dorilton Capital, queria que ela continuasse envolvida com a equipe de Fórmula 1, mas  ela sentiu que sair era a "escolha certa".

Após a venda total da Williams para a Dorilton Capital no mês passado, foi anunciado na quinta-feira que o GP da Itália deste fim de semana seria a última corrida em que a família fundadora estaria envolvida com a equipe.

Leia também:

Claire Williams serviu como vice-diretora desde 2013, cuidando da rotina diária, com seu pai e o fundador da equipe, Sir Frank Williams, ainda oficialmente como chefe da equipe.

O comunicado da Dorilton Capital anunciando a saída da família diz que é preciso "respeitar plenamente a dura decisão" de Claire de se afastar da equipe.

Falando na coletiva de imprensa da FIA, Claire Williams disse que a Dorilton queria que ela continuasse fazendo parte da equipe no futuro, mas que ajudará em um período de transição nas próximas semanas.

"Havia muitos rumores circulando em Spa sobre minha permanência na equipe", disse Williams.

“A Dorilton, quero deixar bem claro, queria que eu ficasse. A decisão foi minha. Achei que era a escolha certa me afastar.”

"Haverá um período de transição. Obviamente, este será meu último fim de semana de corrida, mas vou trabalhar alguns dias por semana ao longo das próximas, explicando o funcionamento interno da equipe e a experiência de que precisam para entrar.”

"Ajudarei com isso, para aconselhar isso nas próximas semanas."

A saída da família Williams marca o fim de seus mais de 40 anos de associação com a F1, durante os quais ela defendeu firmemente seu status de equipe independente.

Mas Williams disse que sente que o clima atual da F1 significa que é difícil para os independentes funcionarem na categoria e ter sucesso, muito disso sendo sentido pela equipe nos últimos anos.

"O mundo muda, e o mundo mudou drasticamente nos últimos anos em que corremos na Fórmula 1", disse Williams.

“Gostaria de salientar que acho que recebemos muitas críticas por algumas das decisões que tomamos na Williams nos últimos anos. Mas até que você realmente veja o que se passa nos bastidores das equipes de Fórmula 1, especialmente operando no ambiente em que estamos no momento neste esporte, que se tornou cada vez mais severo, predominantemente por cortesia do último Pacto de Concórdia, acho que nossa equipe fez um trabalho extraordinário.”

“Todas as pessoas trabalharam nos bastidores para manter nosso time vivo e manter a luta como um time independente. Estou muito orgulhoso desse trabalho.”

"Nunca é algo de que me arrependo, ter tomado decisões que garantiram nossa independência nos últimos anos."

Todas as notícias sobre o GP da Itália da F1 você acompanha no Motorsport.com e em nosso canal no YouTube. Fique por dentro de todas as novidades e análises e confira nossos programas e vídeos!

SEXTA-LIVRE: Passeio da Mercedes, batida de Verstappen, reestruturação da Renault e notícias da F1

PODCAST: O que será da F1 no Brasil em 2021, sem Globo, pilotos e corrida?

 

Related video

Hamilton teme outro fiasco na classificação para o GP da Itália de F1

Artigo anterior

Hamilton teme outro fiasco na classificação para o GP da Itália de F1

Próximo artigo

F1: Ferrari deve retirar recurso contra Racing Point se regras mudarem para 2021

F1: Ferrari deve retirar recurso contra Racing Point se regras mudarem para 2021
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Williams
Autor Luke Smith