F1: Ex-engenheira de Williams e Ferrari, Antonia Terzi morre aos 50 anos após acidente

Italiana ficou conhecida na categoria por ser uma das mentes por trás do "bico morsa", apresentado pela Williams em 2004

F1: Ex-engenheira de Williams e Ferrari, Antonia Terzi morre aos 50 anos após acidente
Carregar reprodutor de áudio

A ex-aerodinamicista da Williams e da Ferrari na Fórmula 1, Antonia Terzi, morreu aos 50 anos após um acidente de carro no Reino Unido. Terzi, nascida na Itália, é reconhecida no circo da categoria por ser uma das cabeças por trás do famoso "bico morsa" usado pela Williams no FW26 de 2004.

Tendo estudado aerodinâmica na Itália e no Reino Unido, a carreira de Terzi na F1 começou na Ferrari, trabalhando ao lado de Rory Byrne até 2001.

Leia também:

Após deixar uma boa impressão, ela seguiu para a Williams, tornando-se a chefe de aerodinâmica, tendo um papel chave na fase vitoriosa da equipe durante a parceria com a BMW. Ela teve um papel fundamental no FW26, que revelou seu conceito único que ficou conhecido como "bico morsa", que deu o que falar no paddock.

A ideia da Williams era de reduzir o bico o máximo possível, para maximizar o downforce e reduzir o arrasto, com dois pilares de "presa" inclinados para baixo como forma de fixação da asa dianteira.

Enquanto a Williams estava convencida dos benefícios do design, o FW26 se mostrou um carro de ajuste complicado e, no GP da Hungria, a equipe se viu obrigada a retornar a um design de bico mais convencional.

Marc Gene, BMW Williams FW26

Marc Gene, BMW Williams FW26

Photo by: Steve Etherington / Motorsport Images

A Williams terminou o ano em melhor forma, com Juan Pablo Montoya fazendo uma importante pole na Itália e vencendo o GP do Brasil.

Após uma temporada difícil para a Williams, com o F2004 da Ferrari se mostrando dominante, Terzi deixou a equipe britânica, sendo substituída por Loic Bigois. Ela saiu da F1 como um todo, assumindo o papel de chefe de aerodinâmica na Bentley.

Mais recentemente, ela passou a dedicar seu tempo a iniciativas mais acadêmicas. Terzi era professor assistente na Universidade Tecnológica de Delft, a maior e mais velha universidade técnica pública da Holanda. Ela trabalhava no Departamento de Engenharia Aeroespacial.

Um de seus projetos recentes era o Superônibus, um veículo totalmente elétrico feito de materiais compostos e que apresentava portas em formato de "asa de gaivota", podendo transportar até 23 passageiros.

No ano passado, ela foi designada como professor titular na Universidade Nacional da Austrália em Camberra e tinha planos de se mudar para o país com a redução nas restrições pela Covid-19.

F1 - RESSURREIÇÃO: FERRARI mais PRÓXIMA de alcançar POTÊNCIA do motor MERCEDES? Entenda a teoria

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #141 – É o fim da linha para Mercedes e Hamilton após GP dos EUA?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Bottas espera Mercedes "em melhor posição" no México, mas ainda vê Red Bull como favorita
Artigo anterior

F1: Bottas espera Mercedes "em melhor posição" no México, mas ainda vê Red Bull como favorita

Próximo artigo

F1: Wolff teme que disputa entre Hamilton e Verstappen acabe "como nos anos de Senna e Prost"

F1: Wolff teme que disputa entre Hamilton e Verstappen acabe "como nos anos de Senna e Prost"