F1: Ferrari perde nome central de seu departamento técnico

David Sanchez foi o responsável pelo desenvolvimento dos carros de 2022 e 2023 do time italiano

David Sanchez, Principal Aerodynamicist, Ferrari, receives the constructors trophy for Ferrari

Mal começou a temporada 2023 da Fórmula 1, e a Ferrari já precisa lidar com um grande desafio. Segundo apurado pela edição italiana do Motorsport.com, o time de Maranello acaba de perder um forte nome de sua área técnica: o diretor de conceito de carros David Sanchez.

Sanchez, que liderava o design e desenvolvimento dos carros de F1 da Ferrari nos últimos dois anos, estava há mais de uma década em Maranello. Ele veio da McLaren em outubro de 2012 para assumir o papel de aerodinamicista, antes de substituir Dirk de Beer em 2016 como chefe da área.

Leia também:

Posteriormente, o francês foi sendo promovido até chegar ao seu último cargo em 2019. Ele foi o responsável pelos trabalhos no F1-75, de 2022, e no SF-23, de 2023.

Na era Mattia Binotto, Sanchez era uma das figuras-chave, sendo creditado com um papel fundamental no retorno da equipe à luta por títulos em 2017 ao lado de Simone Resta no trabalho feito em cima do SF-70H.

O momento da saída de Sanchez está longe do ideal, com a Ferrari já enfrentando um desafio para reduzir a diferença para a Red Bull. Assim como outros cargos de direção, ele deve ter um período de quarentena antes de seu próximo desafio, enquanto a equipe terá que se reorganizar internamente.

O próximo destino de Sanchez ainda não está confirmado, mas fontes apontam que o francês deve ir para uma equipe britânica.

Charles Leclerc, Ferrari SF-23

Charles Leclerc, Ferrari SF-23

Photo by: Ferrari

A notícia da saída de Sanchez vem em um momento na qual o novo chefe, Frédéric Vasseur, deixou claro seu desejo de incentivar todos os departamentos em Maranello para entregarem melhores resultados. Segundo Vasseur, ninguém escaparia disso.

"Todas as áreas precisam melhorar. Isso é importante. É o DNA de meu negócio. Precisamos dessa abordagem para que amanhã seja melhor que hoje. E não é apenas o engenheiro de corrida ou o chefe de aerodinâmica, tem que vir de todos".

"Se o cara da produção conseguir trabalhar mais rápido, mais leve, ou de forma mais barata, ajudará no desenvolvimento do carro. Temos que levar esse pensamento a todos os membros da equipe".

Após um difícil GP do Bahrein, onde a Ferrari foi batida pela Red Bull e a Aston Martin, Vasseur prometeu uma análise profunda de onde as coisas deram errado.

"Nunca é bom começar com um abandono, preferia ter terminado a corrida. Mas quero ser consistente na minha posição. Disse à equipe há duas semanas que o campeonato não acaba no Bahrein. Não importa o resultado. O mais importante é ter uma imagem clara da situação em que estamos no momento, conduzir uma análise e produzir uma resposta forte".

Rico Penteado revela como Flavio Briatore 'acabou com a brincadeira' na Renault F1

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #220 - Fernando Alonso pode ser a 'salvação' da F1 em 2023?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Mercedes estaria considerando apostar em Alonso em vez de Hamilton e Russell
Próximo artigo F1 - Marko: Teto de gastos põe Mercedes em beco sem saída com carro

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil