F1: FIA coloca obstáculo em expansão de corridas sprint para 2023

Com apenas as equipes e a categoria de acordo, a resistência do órgão regulador fez com que a proposta fracassasse por enquanto

F1: FIA coloca obstáculo em expansão de corridas sprint para 2023
Carregar reprodutor de áudio

Os planos da Fórmula 1 de aumentar o número de corridas de sprint para seis em 2023 encontraram um obstáculo na terça-feira, quando a FIA bloqueou a votação, revelaram fontes.

Após uma reunião da Comissão da F1 em Londres, os planos do proprietário da F1, Liberty Media, de aumentar o número de eventos com corrida sprint encontraram pouca resistência das equipes.

No entanto, quando o assunto se resumiu a obter o apoio majoritário necessário, o apoio unânime dos envolvidos não foi suficiente para levar o assunto adiante, pois a FIA não apoiou o plano em sua forma atual.

Leia também:

Para que a expansão das corridas sprint entrasse no regulamento de 2023, era preciso o que é conhecido como 'super maioria' de 26 votos dos 30 oferecidos entre as equipes (10), a FIA (10) e a FOM (10).

Com apenas as equipes e a F1 de acordo, a resistência da FIA fez com que a proposta fracassasse por enquanto.

Fontes indicaram que o presidente da FIA, Mohammed Ben Sulayem, que presidiu a reunião, disse aos participantes que só estava disposto a fazer mais sprints se uma contribuição financeira fosse feita ao órgão regulador.

Embora sua postura tenha despertado alguma raiva dentro da sala – com uma fonte sugerindo que foi motivada por “ganância” – a FIA concordou mais tarde que investigaria o impacto exato dos sprints extras antes de reconsiderar o assunto.

Em um comunicado divulgado pela FIA após a reunião, o órgão dirigente disse: “Com o primeiro dos três eventos de sprint da temporada 2022 popular entre fãs e partes interessadas no último fim de semana no GP da Emilia Romagna, a Fórmula 1 e as equipes foram apoiando uma extensão para seis eventos de sprint para a temporada de 2023, correndo com o mesmo formato de 2022."

“Ao apoiar o princípio de um número maior de eventos sprint, a FIA ainda está avaliando o impacto desta proposta em suas operações e na pista e fornecerá seu feedback à Comissão”.

Também houve conversas sobre as últimas regras de motores de 2026, mas uma das questões iniciais que surgiram é garantir que uma redução proposta na potência não torne os carros de F1 muito lentos.

Os atuais turbo híbridos estão entre os mais poderosos da história da F1, mas os ajustes para 2026 – que incluem a perda do MGU-H – podem reduzir os números de potência.

Com a geração de carros da F1 em 2022 sendo pesada, há preocupações de que as velocidades em retas possam sofrer se as unidades de força não produzirem tanto desempenho. As equipes de F1 foram, portanto, convidadas a procurar a melhor forma de garantir que os carros entreguem o que é necessário.

A FIA delineou propostas que deseja que os carros possam produzir para que possam complementar as mudanças nos motores.

Estes são, de acordo com a FIA, manter e melhorar as lições aprendidas recentemente, tornar os carros menores e mais leves, aumentar a quantidade de peças padrão ou sustentáveis ​​e continuar a inovação em segurança.

A Comissão de F1 aprovou por unanimidade uma atualização do Regulamento Técnico de 2023 que tornará obrigatório o uso de câmeras de capacete e reduzirá a alocação de pneus em um fim de semana de corrida dos 13 conjuntos atuais para 11.

A reunião também discutiu o impacto que o aumento dos gastos e a inflação estavam tendo nas equipes enquanto lutavam contra o limite de custos.

Foi acordado que o Grupo de Trabalho Financeiro da F1 será convidado a discutir o assunto e apresentar uma proposta que possa ajudar a aliviar quaisquer problemas a curto e longo prazo.

As equipes de F1 também discutiram as últimas novidades do calendário de 2022, mas entende-se que ainda não foi tomada uma decisão final sobre qual evento substituirá o GP da Rússia.

Embora o Catar tenha emergido como o primeiro candidato a conseguir a vaga, as preocupações com as temperaturas extremas naquela época do ano e a logística enquanto o país se prepara para a Copa do Mundo de futebol reprimiu parte do impulso por trás do evento.

VÍDEO: Como definir a 'draga' de Hamilton no começo da F1 2022?

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast debate GP da Emilia Romagna, com vitória dominante de Verstappen

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

compartilhar
comentários
F1: Entenda a explicação por trás das escolhas de asas de Hamilton e Russell
Artigo anterior

F1: Entenda a explicação por trás das escolhas de asas de Hamilton e Russell

Próximo artigo

F1: Jos Verstappen "gostou" de ver Max dando voltas em Hamilton depois de "tudo o que aconteceu" em 2021

F1: Jos Verstappen "gostou" de ver Max dando voltas em Hamilton depois de "tudo o que aconteceu" em 2021