Fórmula 1 GP do Azerbaijão

F1: GP do Azerbaijão não se preocupa com choque de horários com as 24 Horas de Le Mans

No sábado, classificação e largada acontecerão no mesmo horário enquanto no domingo o choque será com a reta final da prova francesa

Sergio Perez, Red Bull Racing RB16B

O chefe responsável pelo GP do Azerbaijão de Fórmula 1 insiste que o choque direto de horários entre a classificação do sábado e a largada das 24 Horas de Le Mans não é motivos para preocupação.

Os horários mais tardios para o fim de semana em Baku significa que o horário local da classificação de sábado, às 18h, coincide com o início de Le Mans, a prova mais importante do automobilismo mundial, às 16h, horário francês.

Leia também:

E apesar disso significar que os fãs terão que escolher entre ver um evento ou outro, o diretor executivo do GP, Arif Rahimov, acha que isso não é motivo para preocupação. Questionado pelo Motorsport.com, ele disse:

"A parte mais importante de Le Mans é o começo da prova. Mas a parte mais importante de uma classificação é o fim. Então acho que podemos ter o público vendo ambos: o começo de Le Mans e o fim da classificação".

Rahimov disse que não conversou muito com a F1 e a FIA sobre o choque, já que a programação de Baku é ditado por vários fatores.

"Levamos muitas questões em consideração. Há os nossos fatores internos e outras coisas que temos aos sábados, como a prova da F2. Então não há muita janela de manobra. Mas, como dito, ficaria triste se a largada em Le Mans batesse com o fim da classificação. Como bate com o começo, acho que ainda teremos a atenção de todos".

Manter a data de junho

Charles Leclerc, Ferrari SF21, Lewis Hamilton, Mercedes W12, Max Verstappen, Red Bull Racing RB16B, and the rest of the field at the start

Charles Leclerc, Ferrari SF21, Lewis Hamilton, Mercedes W12, Max Verstappen, Red Bull Racing RB16B, and the rest of the field at the start

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

Com o retorno do público, Baku se encaminha para um fim de semana com ingressos esgotados, com um grande número de pessoas de outros países que compraram suas entradas antes da pandemia.

No momento, a vaga de Baku está garantida no calendário pelo menos até 2024, com a extensão do contrato assinada no ano passado. Mas o que pode mudar no futuro é a data de realização da prova, com a F1 buscando agrupar corridas geograficamente para melhorar logística e sustentabilidade.

Isso significa que uma repetição da dobradinha Baku / Canadá não deve se repetir. Mas Rahimov disse que está determinado a manter a data, por causa das condições climáticas.

"Sofremos no passado quando tivemos uma prova em abril. Temos que começar a construção três meses antes e, se estamos em abril, temos que trabalhar no inverno, o que dificulta".

"Neste ano, mesmo abril não estava com boas condições: frio, chuva e muito vento. E não acho que podemos arriscar algo assim durante a corrida porque teremos arquibancadas cheias. Se você quer público, é parte de uma imagem maior. Estamos felizes com a data em junho e quero manter isso".

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #181 – O que novo carro da F1 tem de melhor e pior até agora?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Briga pelo título? Pérez é melhor que Gasly e Albon juntos na Red Bull? Veja números
Próximo artigo Vettel: F1 não pode virar as costas para países menos tolerantes

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil