F1: Hamilton e Vettel reagem a fala polêmica de presidente da FIA

Após presidente da FIA criticar ativismo de Hamilton Vettel e Norris, heptacampeão mundial incentiva pilotos a continuarem falando "as coisas do coração"

F1: Hamilton e Vettel reagem a fala polêmica de presidente da FIA
Carregar reprodutor de áudio

Eleito recentemente presidente da FIA, Mohammed Bem Sulayem declarou que “de jeito nenhum” ele usaria seu cargo no topo do corpo diretivo do automobilismo para “impor minhas crenças”.

Bem Sulayem apareceu para questionar Hamilton, Vettel e Lando Norris por usarem de seus perfis para falar sobre questões não-esportivas na Fórmula 1.

Perguntado pelo GrandPrix247 durante o GP de Mônaco sobre o que o automobilismo não deveria se tornar, o dirigente disse: “Niki Lauda e Alain Prost apenas se preocupavam em correr. Agora, Vettel anda como uma bicicleta com arco-íris, Lewis é apaixonado por direitos humanos e Norris fala de saúde mental”, falou.

“Todo mundo tem o direito de pensar. Para mim, se trata de decidir se devemos impor nossas crenças sobre o esporte o tempo todo. Eu venho da cultura árabe. Eu sou internacional e muçulmano. Eu vou impor o que eu acredito a outras pessoas? Sem chances! Nunca!”, completou.

Ben Sulayem apareceu para esclarecer seus comentários via Twitter. Na quarta-feira, ele postou: "Como piloto, sempre acreditei no esporte como um catalisador do progresso na sociedade. Por isso, promover a sustentabilidade, a diversidade e a inclusão é uma prioridade fundamental do meu mandato. Da mesma forma, valorizo o compromisso de todos os pilotos e campeões por um futuro melhor."

Mohammed ben Sulayem, FIA president

Mohammed ben Sulayem, FIA president

Photo by: Andy Hone / Motorsport Images

Hamilton foi questionado sobre esses comentários em Baku. O piloto da Mercedes, que já disse anteriormente que quer ser um “aliado” do presidente na questão sobre a utilização de joias por parte dos pilotos, sugeriu que Ben Sulayem poderia ter sido tirado de contexto.

Porém, Hamilton acrescentou que independentemente da visão do mandatário da F1, ele não iria tirar o pé em seu ativismo e que todos os pilotos da F1 deveriam ser igualmente “francos” em questões dos seus corações.

“Isso não nos impede de fazer o que fazemos. O esporte segue crescendo. Temos um público como nunca tivemos... continua sendo uma plataforma importante para usarmos nossas vozes. Cada um de nós aqui, dentro da nossa indústria, nossas companhias, pode fazer mais para falarmos mais sobre coisas que podem desencadear em mais discussões”, disse.

“Está se movendo em um ritmo muito lento. Precisamos de mais pessoas usando suas plataformas. Eu encorajo todos os pilotos a serem mais francos no futuro sobre as coisas com as quais se importam. Tenho orgulho de ver o que o Seb faz e serei um parceiro dele”, completou.

Vettel, capa da revista Attitude deste mês, seguiu o exemplo. Após elogiar os esforços de Hamilton pela diversidade, para os quais ele usará seu status para produzir um filme da Fórmula 1 com Brad Pitt como astro, Vettel falou que “os tópicos que Lewis continua a levantar, as questões que Lando tem falado e as coisas que venho mencionando, acredito que são temas muito importantes a serem abordados”.

"E eles são maiores do que nós, maiores do que um esporte pode ser. É importante mencionar isso, expressar e conscientizar as pessoas de que ainda há muitas coisas em que podemos melhorar”, finalizou.

VÍDEO: O que acontece com quem não respeita teto de gastos da F1?

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #181 – O que novo carro da F1 tem de melhor e pior até agora?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 
 
 
 
 
 
 
compartilhar
comentários
SEXTA-LIVRE: Ferrari inicia GP do Azerbaijão à frente da Red Bull
Artigo anterior

SEXTA-LIVRE: Ferrari inicia GP do Azerbaijão à frente da Red Bull

Próximo artigo

F1 - Haas revela que Schumacher já estourou verba do ano de acidentes e alerta: "Isso não pode continuar"

F1 - Haas revela que Schumacher já estourou verba do ano de acidentes e alerta: "Isso não pode continuar"