F1: Hamilton quer resolver novo contrato com Mercedes até a pausa de verão

Heptacampeão classificou como "sensato" evitar um imbróglio como o do contrato de 2021, anunciado apenas em fevereiro deste ano

F1: Hamilton quer resolver novo contrato com Mercedes até a pausa de verão

Em meio à especulações sobre uma possível aposentadoria da Fórmula 1 no final do ano, Lewis Hamilton declarou no último final de semana, durante o GP da Espanha, que quer finalizar o novo contrato com a Mercedes até o fim da pausa de verão, classificando como "sensato" evitar o que aconteceu no início deste ano.

Após meses de negociação, Hamilton e a Mercedes anunciaram em fevereiro que o heptacampeão havia renovado por apenas um ano, já que as conversas começaram muito atrasadas por conta do foco do piloto na conquista do heptacampeonato.

Leia também:

Anteriormente, Hamilton deixou claro que não trata 2021 como seu último ano na F1 e, recentemente, falou que quer seguir no grid em 2022 com a Mercedes.

No domingo, ele conquistou a terceira vitória no ano, no GP da Espanha, marcando um de seus melhores inícios de temporada na F1, em meio à sua busca pelo octacampeonato. Após a corrida, Hamilton disse que busca iniciar as negociações com Toto Wolff mais cedo que em 2020, mirando a pausa de verão em agosto como ponto para decidir seu futuro.

"Nunca queremos estar novamente na posição que estivemos em janeiro e fevereiro. Isso arruinou meu inverno e certamente não ajudou Toto, em termos de ficar relaxado. No final, não tivemos férias propriamente ditas".

"Precisamos ser sensatos. Naturalmente, não queremos correr com nada, mas precisamos ser sensatos e iniciar as conversas. Elas são muito complexas. Nunca é algo simples e, assim, espero que possamos começar logo, desde que não interfira com o trabalho de agora".

"Ainda temos 19 corridas, mas seria ótimo arrumar algo antes da pausa, para que possamos ter uma imagem clara do futuro neste momento".

Com Valtteri Bottas também em um contrato de apenas um ano, a Mercedes tem duas vagas livres para 2022. George Russell também ficará livre com o fim de seu acordo atual com a Williams, tornando possível uma mudança à equipe principal.

Mas, na sexta em Barcelona, Wolff disse que ainda era "cedo demais" para discutir a dupla de pilotos da Mercedes para 2022, descartando também uma mudança de pilotos no meio da temporada.

Com 36 anos, Hamilton é um dos pilotos mais velhos do grid da F1, mas brincou após a vitória na Espanha que "ainda existe alguma vida nesse velho cão" e que está mais focado do que nunca em sua condição física.

"Eu diria que estou mais consciente do que nunca sobre meu corpo, meu regime de treinamento. Estou treinando por mim mesmo há muito tempo, mas constantemente crescendo e aprendendo sobre como cuidar de mim mesmo e desse corpo que tenho. Me sinto ótimo".

F1 2021: HAMILTON bate VERSTAPPEN em disputa na Espanha; Cacá Bueno e Rico Penteado analisam | PÓDIO

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST #103: TELEMETRIA - Tudo sobre o GP da Espanha com Rico Penteado

 

compartilhar
comentários
F1: Veja o que está por trás das atualizações da McLaren levadas para a Espanha

Artigo anterior

F1: Veja o que está por trás das atualizações da McLaren levadas para a Espanha

Próximo artigo

F1: Red Bull "precisa desesperadamente" de Pérez na luta com Mercedes

F1: Red Bull "precisa desesperadamente" de Pérez na luta com Mercedes
Carregar comentários