F1: Red Bull "precisa desesperadamente" de Pérez na luta com Mercedes

Christian Horner diz que é importante ter Pérez andando junto com Verstappen, Hamilton e Bottas para anular as opções estratégicas da Mercedes

F1: Red Bull "precisa desesperadamente" de Pérez na luta com Mercedes

Mesmo terminando novamente bem na zona de pontos, com o quinto lugar no GP da Espanha, a Red Bull afirmou que necessita "desesperadamente" que Sergio Pérez passe a integrar o grupo da frente do grid da Fórmula 1, para que o mexicano ajude a equipe a neutralizar a vantagem estratégica que a Mercedes possui no momento.

Enquanto Max Verstappen liderou a maior parte da etapa de Barcelona à frente de Lewis Hamilton, o rival tinha uma diferença grande o suficiente na sua traseira para cumprir sua estratégia de duas paradas sem perder posição na pista para outra equipe, o que foi fundamental em sua busca pela vitória.

Leia também:

A vantagem dos pneus que Hamilton teve foi suficiente para permitir que o heptacampeão demolisse a vantagem de 23s de ultrapassasse Verstappen sem resistência pela vitória.

A Red Bull tem consciência de que, se quiser lutar com a Mercedes pelos títulos de 2021, ela não pode dar à rival tais opções de estratégia e que, para isso, Pérez precisar estar nesse bolo para comprometer as opções da equipe alemã.

Christian Horner, chefe da Red Bull, entende que o GP da Espanha de Pérez foi complicado por um problema no ombro que o atingiu no sábado, mas estava igualmente ciente do impacto de não ter dois carros na frente.

"Acho que as coisas começam a se juntar para ele", disse Horner. "Ele teve um dia atípico [no sábado] e sua corrida foi comprometida por ficar atrás de Daniel [Ricciardo]".

"Obviamente ele não conseguiu lidar com isso em uma pista onde é tão difícil de passar, mas precisamos desesperadamente dele naquela diferença, para que a Mercedes não tenha as opções estratégicas que eles tiveram".

"Estou convencido de que isso virá para Checo, com ele ficando cada vez mais confiante no carro".

O próprio Verstappen disse ao canal holandês Ziggo Sport no domingo que ficar 'sozinho' na frente não era uma boa situação.

"Eu tentei fazer a minha corrida do melhor modo possível, cuidando dos meus pneus, mas, de algum modo, éramos mais lentos e gastamos mais os pneus".

"Em um certo momento, você fica sem ter o que fazer. E, no final, estou lutando sozinho. Então eles facilmente podem fazer uma outra parada, porque há uma diferença atrás deles. Isso obviamente não ajuda".

Perguntado sobre Pérez fazer mais, Verstappen disse: "Assim eles pelo menos não teriam como fazer a segunda parada. Aí seria mais sobre quem tem o melhor pneu no fim".

A situação que a Red Bull enfrentou em Barcelona foi quase idêntica ao GP da Hungria de 2019, quando Hamilton tinha espaço livre atrás dele em uma batalha similar com Verstappen, graças a Pierre Gasly não estar rápido o suficiente. Hamilton parou e venceu em circunstâncias idênticas.

Horner inclusive dez referência à Hungria no rádio a Verstappen após o fim do GP da Espanha. 

Falando sobre as circunstâncias, Horner disse: "Os fatos são muito claros de que, obviamente, os dois líderes estavam tão distantes do resto do grid que Lewis teve a chance de parar, como na Hungria".

"Ele teve que passar apenas pelo companheiro de equipe, e isso nunca seria um problema. É por isso que precisamos de ambos os carros ali, para que essa opção estratégica não esteja disponível à Mercedes".

F1 2021: HAMILTON bate VERSTAPPEN em disputa na Espanha; Cacá Bueno e Rico Penteado analisam | PÓDIO

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST #103: TELEMETRIA - Tudo sobre o GP da Espanha com Rico Penteado

 

compartilhar
comentários
F1: Hamilton quer resolver novo contrato com Mercedes até a pausa de verão

Artigo anterior

F1: Hamilton quer resolver novo contrato com Mercedes até a pausa de verão

Próximo artigo

F1: Relatório financeiro da Mercedes revela R$2,4 bi de gastos em 2020

F1: Relatório financeiro da Mercedes revela R$2,4 bi de gastos em 2020
Carregar comentários