F1: Jos Verstappen revela por que 'detonou' Horner; Max apoia o pai?

Tricampeão mundial e seu pai, alinhados a Helmut Marko, estariam no cerne da briga política contra Christian, que tem o apoio do sócio tailandês da Red Bull

Christian Horner, chefe de equipe da Red Bull Racing, e Max Verstappen, da Red Bull Racing, 1ª posição, comemoram no Parc Ferme

Zak Mauger / Motorsport Images

Após a vitória de Max Verstappen no GP do Bahrein de Fórmula 1, muitos pensaram que o 'caso Christian Horner' acabaria 'em pizza', sem maiores desdobramentos, mas o pai do piloto holandês resolveu 'colocar fogo no parquinho' da Red Bull.

Isso porque Jos foi enfático ao criticar a permanência de Horner na chefia da equipe anglo-austríaca, explicitando o desejo pela saída do britânico. Com isso, a polêmica envolvendo o comandante taurino ganhou novos contornos, com o clã Verstappen em oposição ao inglês.

O editor recomenda:

Nas celebrações do pódio em Sakhir, a foto acima chamou atenção dos fãs, com o pai de Max sendo flagrado ao fundo do clique em que o campeão comemora o triunfo na etapa de abertura da F1. Se o filho estava estava festejando com Horner, por que, então, o 'patriarca' criticou o 'cartola'?

Foi o que o próprio Jos posteriomente explicou à britânica BBC, à qual detalhou os motivos para a declaração bombástica que deu ao Daily Mail, também da Inglaterra, após a prova barenita no sábado.

Watch: GUERRA! JOS Verstappen DISPARA CONTRA HORNER: "Vai EXPLODIR" a Red Bull. Felipe Motta analisa TRETA

O fato é que, à BBC, Jos disse que 'detonou' Christian por causa de uma briga com o chefe da Red Bull no Bahrein. O Verstappen pai também afirmou que Max viu a entrevista ao Daily Mail e não falou nada sobre o assunto. A BBC reporta as informações, mas não traz palavras de Jos.

De todo modo, a matéria é de Andrew Benson, veterano repórter da categoria máxima do automobilismo e um dos jornalistas de maior credibilidade na elite global do esporte a motor. Além disso, no Reino Unido, um jornal pode ser processado se não tiver comprovação do que publica.

A BBC também confirmou informação do periódico holandês De Telegraaf, o primeiro a trazer o 'caso Horner' à tona, segundo a qual o presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Mohammed ben Sulayem, teria pedido a Max que apoiasse Horner em público. Não 'rolou'.

Motorsport.com debate o GP do Bahrein

O que a F1 pode fazer para que o domínio de Max não seja desinteressante?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Wolff 'lava as mãos' sobre caso Horner, mas cobra providência
Próximo artigo ANÁLISE F1: 'Guerra' na Red Bull pode provocar ida de Verstappen para a Mercedes? Entenda

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil