F1: Mercedes admite que não tem ideia se voltará a vencer em 2024

James Allison, diretor técnico da era de ouro da equipe, vê até as estatísticas contra time

James Allison, Technical Director, Mercedes-AMG

James Allison, Technical Director, Mercedes-AMG

Steve Etherington / Motorsport Images

O diretor técnico da Mercedes, James Allison, admitiu que não sabe se a equipe fará o suficiente para retomar o caminho das vitórias na Fórmula 1.

Depois de vencer o Campeonato de Construtores oito vezes consecutivas, a Mercedes sofreu um declínio dramático em 2022 e não conseguiu corrigir essa rota em 2023.

Leia também:

A equipe conquistou apenas uma vitória em 2022 e nenhuma em 2023. Já se passaram mais de dois anos desde a última vitória do heptacampeão mundial Lewis Hamilton.

A Mercedes quer disputar o campeonato mais uma vez com a promessa de um carro totalmente novo para 2024, mas Allison admitiu que é muito difícil fazer isso.

“Se você olhar para a história da F1, as estatísticas estão contra nós”, disse Allison ao podcast Performance People.

“As equipes do topo não deixarão suas posições dentro do prazo que determinamos”.

"Mas ainda estabelecemos um programa muito ambicioso. Temos muita força aqui e fizemos muitos progressos no carro do próximo ano."

"Só o tempo dirá se será suficiente. Mas espero que isso aconteça e sei que todos os meus companheiros de equipe esperam o mesmo", disse.

Questionado se a Mercedes poderia começar a vencer novamente em 2024, ele disse: “Não sei a resposta para esta pergunta”.

"Espero que tenhamos um cronograma de trabalho que seja suficiente para retornar."

“Se você me perguntar se quero dizer vencer uma corrida ou ser campeão, sempre tenho em mente apenas os campeonatos, porque a F1 é isso: Campeonato de Pilotos e Equipes”.

"Portanto, espero que tenhamos feito o suficiente para lutar pelo título em ambos os campeonatos."

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior F1, Mercedes e Susie Wolff se defendem sobre acusação de conflito de interesses
Próximo artigo F1: Em meio a incerteza de Sainz na Ferrari, Albon 'deixa no ar' possível saída da Williams; veja entrevista

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil