Fórmula 1
25 mar
Próximo evento em
25 dias
06 mai
Próximo evento em
67 dias
20 mai
Próximo evento em
81 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
95 dias
10 jun
Próximo evento em
102 dias
24 jun
Próximo evento em
116 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
123 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
137 dias
29 jul
Próximo evento em
151 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
179 dias
02 set
Próximo evento em
186 dias
09 set
Próximo evento em
193 dias
23 set
Próximo evento em
207 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
214 dias
07 out
Próximo evento em
221 dias
21 out
Próximo evento em
235 dias
28 out
Próximo evento em
242 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
278 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
287 dias

F1: Mercedes diz ter dúvidas sobre rendimento do carro no calor

Engenheiro da equipe alemã falou sobre as preocupações em relação ao novo W11

compartilhar
comentários
F1: Mercedes diz ter dúvidas sobre rendimento do carro no calor

Diretor técnico da Mercedes, o engenheiro James Allison afirmou que ainda tem preocupações sobre o rendimento do novo carro do time alemão, o W11, em corridas com temperaturas mais altas na Fórmula 1.

A declaração de Alisson vem depois dos GPs da Estíria e da Hungria, que tiveram condições climáticas surpreendentemente mais frias na Áustria e em Budapeste, que normalmente têm provas disputadas sob forte calor.

Leia também:

Por isso, o responsável técnico da Mercedes afirmou que a equipe ainda não sabe se o gerenciamento de pneus será tão eficaz em etapas com temperaturas de pista mais altas nesta temporada.

De todo modo, com o auxílio do novo sistema de Direção de Eixo Duplo (DED), o W11 tem sido muito eficaz na preservação dos compostos até o momento. Ao Motorsport.com, Alllison falou sobre a preocupação com as borrachas.

“Até agora, a corrida mais quente foi a primeira do ano (GP da Áustria). Mas essa também foi a corrida em que fomos menos convincentes”, afirmou o diretor técnico da equipe hexacampeão de pilotos e construtores desde 2014.

“Gostaríamos de descobrir o quão rápido podemos ser quando a pista está quente e se ainda poderemos mostrar ritmo com os pneus nessas condições”, ponderou Allison, que também já trabalhou na Ferrari.

O engenheiro ainda alertou que problemas de confiabilidade seguem preocupando a equipe, apesar do bom rendimento nas três primeiras etapas de 2020. No GP da Áustria, Valtteri Bottas e Lewis Hamilton tiveram que diminuir o ritmo por causa de ameaça ao câmbio.

“Estamos muito conscientes das bilhões de fragilidades existentes, mesmo em um produto bastante forte, como nosso conjunto de carro e pilotos que temos este ano”, disse Allison ao Motorsport.com.

Polêmica na Fórmula 1: veja o volante revolucionário da Mercedes em ação na pista

Podcast Motorsport.com debate críticas a Hamilton e recebe Eric Granado; ouça

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Racing Point vai considerar lealdade de Pérez em decisão sobre Vettel

Artigo anterior

Racing Point vai considerar lealdade de Pérez em decisão sobre Vettel

Próximo artigo

Audiência virtual sobre autódromo do RJ é marcada para 7 de agosto

Audiência virtual sobre autódromo do RJ é marcada para 7 de agosto
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Mercedes
Autor Adam Cooper