F1 - Mercedes: "Red Bull está mordida com derrota na Grã-Bretanha e virá forte na Hungria"

Diretor de engenharia da equipe, Andrew Shovlin, mantém os pés no chão sobre chances de vitória em Budapeste

F1 - Mercedes: "Red Bull está mordida com derrota na Grã-Bretanha e virá forte na Hungria"

A Mercedes está se preparando para uma Red Bull "mordida" no GP da Hungria de Fórmula 1 deste fim de semana, depois de ter "sentido" a derrota em Silverstone. A equipe alemã encerrou a sequência de cinco vitórias da rival na Grã-Bretanha, após Lewis Hamilton se recuperar de uma penalidade de 10 segundos e marcar sua oitava vitória em casa.

O heptacampeão foi punido depois de colidir com Max Verstappen na primeira volta, na curva Copse, que resultou em uma batida de 51G para o holandês.

Leia também:

A categoria viu no fim de semana a Mercedes melhorar significativamente depois de ser totalmente derrotada pela Red Bull em ambas as corridas da Áustria, com Hamilton liderando a qualificação na sexta-feira e terminando em segundo na corrida sprint.

No entanto, o diretor de engenharia da escuderia, Andrew Shovlin, sentiu que não seria realista irem à Hungria esperando repetir o desempenho na Grã-Bretanha: “Esta é uma das nossas melhores pistas [Silverstone], por isso seria ingênuo pensar que podemos ir lá [Budapeste] e esperar ter esse ritmo."

“Eles serão bons em um circuito de alto downforce - francamente, vão ser eficientes em todos no momento - e estão um pouco mordidos depois da experiência aqui. Portanto, tenho certeza de que voltarão muito fortes", reforçou.

Após o último GP, a Mercedes conquistou avanços decentes no topo de ambos os campeonatos, já que a Red Bull saiu com apenas três pontos, marcados na vitória de Verstappen na sprint. Hamilton está a oito do holandês na classificação de pilotos, enquanto a equipe está a apenas quatro da rival na tabela de construtores.

Shovlin sentiu que seria um grande impulso se conseguissem retomar a liderança em ambos os mundiais antes das férias de verão, já que estão atrás desde Mônaco: "Estamos na metade da temporada, há margens muito pequenas em termos de pontos e, para nós, vamos apenas jogar tudo para tentar passar."

“Se fazer isso antes da pausa, seria fantástico. Essa é provavelmente a meta que estabeleceremos, mas é difícil. Mostramos [em Silverstone] que tudo é possível. Você apenas tem que continuar, tentando melhorar. A Red Bull é difícil de vencer, mas penso que somos fortes e vamos dar tudo para ganhar", concluiu.

F1 2021: O que SENNA faria na disputa Max x Lewis? RUBINHO responde e opina sobre PUNIÇÃO ao inglês

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Como fica o campeonato após guerra declarada entre Verstappen e Hamilton?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: McLaren diz que "não é irreal" que Norris mire terceiro lugar no Mundial, mas mantém pés no chão

Artigo anterior

F1: McLaren diz que "não é irreal" que Norris mire terceiro lugar no Mundial, mas mantém pés no chão

Próximo artigo

F1: Barcelona e Bahrein devem receber pré-temporada de 2022, mais extensa

F1: Barcelona e Bahrein devem receber pré-temporada de 2022, mais extensa
Carregar comentários