F1 - Newey: Ninguém notou as mudanças mais importantes no RB20

Adrian Newey acredita que foram as mudanças "sutis" no carro da equipe de Milton Keynes que proporcionaram o melhor desempenho, em vez das tão comentadas mudanças

Max Verstappen, Red Bull Racing RB20

Steven Tee / Motorsport Images

Mesmo antes da Red Bull conquistar as duas primeiras poles da temporada 2024 da Fórmula 1, o conceito do RB20  RB20 causou alvoroço, com várias áreas visíveis do carro passando por mudanças em comparação com o monoposto de 2023. 

Leia também:

Além da aparência de um capô de motor que lembra o Mercedes W14, a mudança mais comentada foi a filosofia radical de pontão adotada pela estrutura austríaca. Entretanto, de acordo com Adrian Newey, que supervisionou o projeto do monoposto em sua função de Diretor Técnico, essas mudanças são mais impressionantes do que decisivas. Embora elas tenham sido feitas para melhorar o desempenho aerodinâmico desse carro em comparação com o RB19, o engenheiro enfatiza a importância ainda maior de mudanças mais sutis, que ele acredita terem passado despercebidas.

"A arquitetura subjacente do carro é a evolução da terceira geração do que começou como RB18, onde, além dos radiadores, assumimos tudo: a configuração da suspensão dianteira, a suspensão traseira, a caixa de câmbio, o cárter. É uma terceira evolução do RB18", explicou ele no podcast F1 Nation.

"Os elementos visíveis, que atraíram muita atenção, obviamente têm o objetivo de melhorar a aerodinâmica do carro. A mudança visual é, na verdade, muito mais importante do que a mudança de desempenho que vem com ela. Os outros elementos, muito mais sutis, que as pessoas não notaram, provavelmente são responsáveis por um progresso maior."

Newey também explicou que o objetivo do RB20 é obter um melhor compromisso em todos os circuitos do calendário e, em especial, nas pistas urbanas de alta força descendente, onde a equipe não conseguiu a única vitória do ano passado. "O que tentamos fazer foi criar um carro que se adaptasse muito bem a todos os circuitos. Acho que no ano passado os circuitos em que estivemos menos à frente foram os circuitos urbanos, onde o downforce é máximo."

"Em Singapura, obviamente, fizemos uma pequena bagunça e não conseguimos atingir o que poderíamos ter feito. Certamente poderíamos ter terminado no pódio se tivéssemos nos organizado um pouco melhor. Mas é verdade que esses circuitos são aqueles em que nossa vantagem é provavelmente a menor. Contanto que não sejamos desastrosos nesses circuitos, talvez isso seja suficiente."

Quem MAIS ENTENDE do carro da RBR? Em meio a RUMORES, Rico Penteado DETALHA como funciona a equipe

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Podcast #273 - Quem está fazendo 'hora-extra' na F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: McLaren prepara grande atualização no MCL38 para Miami ou Ímola
Próximo artigo F1: Patrocinadora quer 'tomar conta' da Aston Martin e contratar Verstappen e Newey, diz site

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil