F1: Porpoising é "barreira virtual" para progresso da Aston Martin

Segundo o chefe Mike Krack, em algumas corridas a equipe estará em melhor forma, graças a atualizações previstas

F1: Porpoising é "barreira virtual" para progresso da Aston Martin
Carregar reprodutor de áudio

Junto da Mercedes, a Aston Martin é uma das equipes mais impactadas pelo porpoising neste começo de temporada da Fórmula 1. E para Mike Krack, chefe da equipe britânica, o fenômeno cria algo como uma "barreira virtual", que impede o time de progredir com o AMR22.

Enquanto algumas rivais parecem ter reduzido as quicadas e a Ferrari consegue lidar com isso sem comprometer performance, a Aston se viu obrigada a aumentar a altura do carro, tirando-o da janela ideal de aerodinâmica.

Leia também:

"Acho que não temos como explorar o potencial aerodinâmico do carro devido ao porpoising", disse Krack. "E isso coloca algo como uma barreira virtual que limita o que podemos fazer. Então não temos como extrair a performance real do carro, esse é o problema".

Krack disse que o carro deve melhorar em "algumas corridas", deixando implícito que atualizações estão a caminho para o GP da Espanha, em Barcelona. Mas ele está relutante em ficar atado a uma declaração pública sobre quando essas novas partes serão introduzidas, e o impacto delas no carro.

"Acho que em algumas corridas estaremos em melhor forma. Seria burrice dizer que isso acontecerá na corrida X ou Y, porque mesmo se você trouxer as novas partes, precisa entendê-las antes. E você precisa entender o trabalho feito. Então, por exemplo, digamos que terá um grande pacote para Miami, e chove ou algo do tipo e não conseguimos fazer com que funcione".

"Você cria muitas expectativas e todos considerarão que você falhou. Olha para a sprint [de Ímola]: tivemos apenas um treino livre na sexta. Se você traz uma grande atualização não tem como testá-la ou validar se funciona ou não".

Lance Stroll, Aston Martin AMR22

Lance Stroll, Aston Martin AMR22

Photo by: Carl Bingham / Motorsport Images

"Nesse ponto de vista, acho que é muito importante não determinar um evento específico, especialmente para o mundo exterior. Nós temos nossos planos internos, e vocês entendem que não quero entrar em detalhes aqui. Mas acho que em algumas corridas estaremos em melhor forma".

Krack afirmou ainda que a equipe prefere trazer pequenas atualizações do que grandes pacotes de novidades.

"Nós queremos ter atualizações em todas as corridas, para termos um desenvolvimento contínuo, e vamos trazer atualizações o tempo todo. Em alguns momentos serão maiores, em outros menores, mas é importante manter o desenvolvimento vivo, sem parar".

"Obviamente em algum ponto da temporada você tem que parar e focar no carro do próximo ano, mas ainda estamos bem longe disso".

Ex-F1 vê “GOLPE BAIXO” de RBR em HAMILTON e Villeneuve CUTUCA Mercedes: “precisa APRENDER A PERDER”

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #175 - Como explicar desempenho constrangedor de Hamilton em Ímola?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Leclerc garante que erro de Ímola não acontecerá novamente
Artigo anterior

F1: Leclerc garante que erro de Ímola não acontecerá novamente

Próximo artigo

F1: Verstappen critica formato 'repetitivo' de coletivas e entrevistas com imprensa

F1: Verstappen critica formato 'repetitivo' de coletivas e entrevistas com imprensa