Fórmula 1 GP da Cidade de México

F1: Quarto no grid, Ricciardo diz que se sentiu 'como o velho Daniel'

Australiano fala em resgate de confiança, mas que AlphaTauri pode, no México, testar ajustes diferentes, que deixaram Ricciardo mais confortável

Daniel Ricciardo, AlphaTauri AT04

O velho Daniel Ricciardo está de volta? A quarta colocação no grid de largada para o australiano causou certo frisson no paddock do Autódromo Hermanos Rodriguez, palco do GP do México de Fórmula 1. Após a classificação, o piloto da AlphaTauri disse que se "sentiu como antes".

Em seu segundo final de semana após retornar à Fórmula 1 devido a lesão na mão esquerda, que o deixou fora de cinco corridas, Ricciardo mostrou bom ritmo já na sexta-feira, quando foi sexto no Treino livre 2. Foi nono no TL3, além de ter sido quarto no Q1 e quinto no Q2.

O editor recomenda:

Nas duas primeiras partes da classificação, Ricciardo foi ajudado por Yuki Tsunoda, que estava dando vácuo ao australiano em decorrência da punição por troca de motor. Mas sem o japonês no Q3, o ex-McLaren conseguiu o quarto lugar, entre as duas Red Bulls - Max Verstappen e Sergio Pérez.

Em declaração à Sky F1, Ricciardo explicou que começou o final de semana com um acerto diferente e que se sentiu confortável com ele. O piloto também disse ter um "chip positivo sobre os ombros", descrevendo estar mais confiante.

"Sei que não fiz muito nas corridas esse ano, mas eu me sinto com o 'velho Ricciardo'", destacou. "Me sentindo bem, eu posso fazer bem. Muitas coisas estavam lá e isso me trouxe muita confiança. No TL3 eu fui P9, mas não estava feliz com minha volta. Mas ao invés de me senti frustrado, isso me deu confiança para vir e fazer um Top 10 na classificação", completou.

Daniel Ricciardo, Scuderia AlphaTauri

Photo by: Mark Sutton

Daniel Ricciardo, Scuderia AlphaTauri

"Sinceramente, não estou dizendo isso por conta do resultado, mas no domingo a noite em Austin, eu já queria estar na sexta de treinos livres. Queria estar de volta ao carro, sentia que tinha algumas coisas para colocar na mesa, algumas coisas sobre o acerto, que podemos tentar em um final de semana convencional. Pudemos testar e tivemos confiança com isso", apontou.

"Desde a primeira volta [na sexta-feira], eu me senti confiante. O quarto lugar pode ser um pouco mais que o esperado. Não era sobre chegar ao Q3, mas até onde poderíamos chegar. Como equipe, definitivamente, temos confiança, imaginava que uma volta perfeita poderia ser P6, P7, não P4. Isso é legal", revelou.

Refletindo sobre sua performance no Q3, Ricciardo destacou que o segredo para seu quarto lugar no grid foi ter uma volta limpa.

"Essa é uma pista única, onde você corre com o máximo de downforce, mas é super escorregadia, por conta da altitude. Aqui você nunca pode ser [na volta] muito limpo ou muito suave, pois você não vai ser rápido, mas nessa pista não pode forçar muito, que é fácil você perder a volta", comentou.

"Muita precisão e finesse, com o sentimento de que pode ser mais rápido a qualquer momento, mas se tentar [ir além], no final você escorrega e perde tempo", finalizou.

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #253 – Desclassificação de Hamilton nos EUA 'salva pele' de Pérez na Red Bull?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Horários e previsão do tempo para o domingo da F1 no México
Próximo artigo F1: Alonso admite não fazer bom trabalho na Aston Martin

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil