F1: Red Bull diz que Honda resolveu problema que levou ao abandono de Verstappen na Austrália

Porém, chefe da equipe disse que porpoising não está pro trás do problema, como suspeitava Helmut Marko mais cedo nesta semana

F1: Red Bull diz que Honda resolveu problema que levou ao abandono de Verstappen na Austrália
Carregar reprodutor de áudio

O segundo abandono de Max Verstappen na temporada 2022 da Fórmula 1, durante o GP da Austrália, deixou muitas dúvidas sobre a confiabilidade da Red Bull. Mas o chefe da equipe, Christian Horner, diz estar confiante de que a Honda tenha solucionado o problema na linha de combustível que forçou o holandês a parar em Melbourne.

O campeão de 2021 vinha em segundo atrás de Charles Leclerc quando teve que parar o RB18 no início da 39ª volta. Após a corrida, Horner insistiu que esse abandono não tinha relação com o problema que Verstappen e Sergio Pérez no Bahrein, relacionado ao tanque de combustível.

Leia também:

A falha da Austrália foi externa ao tanque, caindo a responsabilidade em cima da Honda. As peças quebradas foram separadas após a corrida e enviadas para a sede da marca japonesa, em Sakura.

"Estamos trabalhando com nossos colegas da Honda no Japão, e eles descobriram o problema e resolveram", disse Horner à Sky Sports F1. "E acredito que tenhamos uma solução para o fim de semana. Foi uma grande infelicidade, uma peça que fez dezenas de milhares de quilômetros sem nenhum problema e que infelizmente apareceu no momento errado".

Questionado pelo Motorsport.com se o problema tinha relação com o porpoising, como dito mais cedo nesta semana pelo consultor Helmut Marko, ele disse: "Não, acho que não. Novas investigações mostraram que foi algo diferente. Apenas um problema com um componente dos dutos de combustível. O pessoal da Honda analisou a fundo e temos uma solução".

Max Verstappen, Red Bull Racing

Max Verstappen, Red Bull Racing

Photo by: Red Bull Content Pool

Horner destacou que, após três abandonos, a equipe está determinada a pontuar bem em Ímola: "É um fim de semana importante para nós. Há muitos pontos em jogo e temos que garantir que iremos capitalizar. Não podemos deixar que a diferença para a Ferrari siga crescendo".

Pérez disse que foi encorajado pelo fato de que a equipe e a Honda puderam resolver os problemas: "Primeiro, isso nos dá esperança de que todos os problemas de confiabilidade que tivemos foram compreendidos e solucionados".

"A partir agora, com sorte, não teremos mais surpresas. Coisas inesperadas podem acontecer, mas sentimos que estamos bem para resolvê-los. Isso será crítico para nós como equipe, podendo coletar pontos para tocarmos etapa a etapa porque, até agora, tem sido bem doloroso".

VÍDEO: O assoalho é a parte mais importante do carro de 2022 da Fórmula 1?

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #175 - TELEMETRIA: Quem pode parar a Ferrari em Ímola? Rico Penteado responde

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
"Oportunidade de ser parte de algo grande": Hamilton explica interesse por trás da compra do Chelsea
Artigo anterior

"Oportunidade de ser parte de algo grande": Hamilton explica interesse por trás da compra do Chelsea

Próximo artigo

F1: Insatisfeitos com relação Haas-Ferrari, equipes pedem 'reforma' nos acordos de compartilhamento de tecnologia

F1: Insatisfeitos com relação Haas-Ferrari, equipes pedem 'reforma' nos acordos de compartilhamento de tecnologia