F1: Red Bull ficou surpresa ao ver que Mercedes manteve em 2023 conceito que havia "claramente falhado"

Christian Horner disse que ficou surpreso também ao ver o "passo atrás" da Ferrari em relação ao ano anterior

George Russell, Mercedes F1 W14, Max Verstappen, Red Bull Racing RB19

George Russell, Mercedes F1 W14, Max Verstappen, Red Bull Racing RB19

Steve Etherington / Motorsport Images

Christian Horner revelou que a Red Bull ficou "muito surpresa" no começo da temporada 2023 da Fórmula 1, ao ver que a Mercedes havia mantido um conceito que havia "claramente falhado" em 2022 quando revelou o W14 no primeiro semestre.

Após as duas equipes lutarem pelo título em 2021, seus caminhos nos últimos dois anos foram bem distintos. Enquanto a Red Bull virou a grande dominadora do esporte, a Mercedes vive um caminho pedregoso.

Leia também:

Tanto a Mercedes quanto a Ferrari, que apostaram em conceitos distintos no começo da era do efeito solo, eventualmente decidiram seguir o caminho da Red Bull em termos de sidepods. Mas Horner disse ao Motorsport.com em uma entrevista exclusiva na final em Abu Dhabi que ficou surpreso ao ver que as duas equipes não haviam adotado esse modelo já no começo de 2023.

Quando questionado se havia ficado uma sensação positiva na equipe quando Toto Wolff anunciou na primeira corrida de 2023 que a Mercedes abandonaria o zeropod, Horner disse: "Bem, Toto tende a ser um pouco dramático de qualquer forma".

"Acho que o que nos surpreendeu foi o fato da Ferrari ter um carro muito bom ano passado. E a evolução natural que esperávamos era uma competição apertada. E ficamos surpresos ao ver a Mercedes seguindo um conceito que havia claramente falhado no ano passado. Se você lembrar dos carros na pré-temporada, Aston e McLaren tinham conceitos mais próximos dos nossos".

Christian Horner, Team Principal, Red Bull Racing

Photo by: Red Bull Content Pool

Christian Horner, Team Principal, Red Bull Racing

Horner também insistiu que a Red Bull só começou a sentir as chances de vencer ambos os Mundiais quando Max Verstappen venceu em Melbourne. O GP da Austrália marcou uma derrota para a Ferrari em 2022, então fazer o inverso neste ano trouxe a confirmação sobre suas chances.

"Certamente quando saímos do Bahrein, sentimos que tínhamos um bom pacote. Mas não sabíamos se era específico do circuito. Então somente após dois ou três, alguns traçados mais problemáticos, como Melbourne, que começamos a pensar que tudo poderia dar certo".

"E sim, é preciso uma amostra de algumas corridas para termos uma visão clara. Ninguém saiu do Bahrein tão otimista assim".

Motorsport Business #8 – THIAGO MARQUES: A INCRÍVEL jornada da Sprint e chegada AVASSALADORA da NASCAR

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #260 – Quem só deu bola fora na F1 em 2023?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior F1 - "Não vou a lugar nenhum": Lawrence Stroll rechaça rumores de venda da Aston Martin
Próximo artigo F1: FIA confirma fechamento obrigatório das fábricas a partir de 22 de dezembro

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil