F1: Ricciardo admite que considera tirar ano sabático em 2023

Piloto falou sobre situação com McLaren e que não vai perder o foco no restante da temporada

Daniel Ricciardo, McLaren

Daniel Ricciardo admite que chegou a um “beco sem saída” enquanto ele e a McLaren de tentavam encontrar maneiras de melhorar sua performance na Fórmula 1.

A equipe anunciou nesta quarta-feira que chegou a um acordo com o australiano que o deixará no final desta temporada, um ano antes do planejado.

Leia também:

Enfrentando a mídia pela primeira vez desde que a notícia de sua saída foi confirmada, Ricciardo disse que estava conversando com a equipe há alguns meses sobre como melhorar suas performances antes que isso se transformasse em uma discussão sobre sua saída.

"Não foi apenas uma ligação aleatória um dia e 'Ei, é isso que estamos fazendo', disse ele.

“Temos estado em diálogo realmente nos últimos meses. E não era como, 'Não fique entre os cinco primeiros nesta corrida, e está feito.' Mas era mais, 'O que podemos fazer?' Como podemos, como um coletivo, tentar continuar fazendo isso funcionar?

“E obviamente tentei dar feedback e, obviamente, as coisas com as quais eu teria dificuldade no carro. E havia muito, eu acho, diálogo.

“Mas também entendi que isso também era um ponto de preocupação, porque os resultados que eu estava obtendo não estavam no nível que todos pensávamos que poderiam estar.

“Então nós conversamos, eu certamente quero dizer, meses sobre isso e maneiras de tentar corrigir os problemas.

“Mas também, potencialmente, 'Ok, e agora?'. E nós meio que chegamos, infelizmente, a um beco sem saída, em que sentimos que tínhamos esgotado a maioria das coisas que estavam ao menos ao nosso alcance na época.

"E foi aí que obviamente eles tomaram uma decisão."

Expandindo seus pensamentos sobre a separação inicial, ele disse: "Obviamente não é a sensação mais agradável, mas eu olho para trás e posso manter minha cabeça erguida em termos de me aplicar e tentar fazer funcionar.

"E às vezes você tem que aceitar isso, ok, eu tentei, e não necessariamente deu certo.

Daniel Ricciardo, McLaren

Daniel Ricciardo, McLaren

Photo by: Sam Bloxham / Motorsport Images

Ricciardo insistiu que permanecerá totalmente motivado pelo restante da temporada de 2022.

"É uma daquelas coisas em que, depois de tudo isso, há um pouco de peso nos ombros", observou ele.

"E é só ir lá e correr, se divertir. Eu sempre sinto que tenho um ponto a provar. Mas também, embora a equipe tenha tomado essa decisão, a equipe está atrás de mim para me fazer ganhar mais nas últimas nove corridas, e terminar em alta.

“Então, há muitas pessoas que me apoiam e querem que eu me saia bem. Eu não sou um apenas para apenas correr por aí e se divertir. Quero guiar da forma mais competitiva e rápida possível. Então não há folga.

“Não há nada disso. É só sair, se divertir e tentar conseguir outro momento de Monza."

Ricciardo está determinado a continuar sua carreira na F1 e disse que estaria disposto a tirar uma licença em 2023 se isso significasse que a oportunidade certa surgisse no ano seguinte.

"Sim, se fizesse sentido", disse ele quando perguntado se poderia tirar um ano de folga.

“É a única categoria em que estou interessado nesta fase da minha carreira. F1 é o que eu amo, e é onde eu me vejo.

“Se vamos dizer que as estrelas não se alinham, e não faz todo o sentido no próximo ano, e se isso significa tirar esse tempo para redefinir ou reavaliar, então se essa é a coisa certa a fazer, então estou disposto.

"Ainda amo o esporte, e penso em tudo isso, acho, chame de adversidade, não perdi a confiança em mim mesmo. Com certeza, tivemos alguns fins de semana difíceis. E você não pode deixar de mostrar emoção às vezes, mas eu ainda amo isso.

“E ainda quero fazer isso de forma competitiva, quero fazer no lugar certo. Eu nunca disse que quero ser apenas um piloto para inventar os números. Se estou aqui, quero estar aqui com um propósito.

“Então eu não sei o que isso significa ainda para o futuro. Mas é claro que, se for a oportunidade certa, então é aqui que eu quero estar."

Rico Penteado explica segredos para ser rápido sem destruir motor

Podcast #192 – Sequência de corridas decidirá campeonato da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior CBA nomeia Roberto Moreno como comissário no GP São Paulo de F1
Próximo artigo F1: Leclerc admite que briga pelo título será "muito difícil", mas mantém esperança acesa

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil