Fórmula 1 GP da Hungria

F1 - Ricciardo analisa retorno oficial às pistas: "Como se nunca tivesse saído"

Sentimento geral do australiano foi de um dia positivo, mas já com melhorias pessoais em vista

Daniel Ricciardo, AlphaTauri AT04

Depois de completar as duas sessões de treinos livres nesta sexta-feira, na Hungria, Daniel Ricciardo falou sobre a sensação de estar de volta às pistas, alegando que era como se ele "nunca tivesse saído" da Fórmula 1

Leia também:

O australiano está fazendo seu retorno com a AlphaTauri no Hungaroring neste fim de semana, depois de ter sido escolhido como substituto de Nyck de Vries.

E, apesar de ter sido um dos vários pilotos que não completaram uma volta rápida na primeira sessão de treinos, interrompida pela chuva, ele terminou o TL2 em 14º lugar, menos de meio segundo atrás do companheiro de equipe Yuki Tsunoda.

Depois de sair do carro, Ricciardo sentiu que ainda havia muito espaço para melhorias, mas ficou animado com o fato de não haver motivo para alarme em sua primeira experiência com o AT04.

"Em termos de posição, provavelmente não é muito relevante no momento", disse ele. "Acho que hoje foi mais para eu sentir onde estou com o carro e tudo me pareceu bastante familiar. Acho que, obviamente, há muita atenção externa. Mas assim que coloquei o capacete e entrei no carro, me senti como se nunca tivesse saído de lá. Então foi bom."

Daniel Ricciardo, Scuderia AlphaTauri

Daniel Ricciardo, Scuderia AlphaTauri

Foto de: Michael Potts / Motorsport Images

Ricciardo acredita que algumas melhorias no acerto do carro, aliadas a um maior ritmo de corrida à medida que ele se familiariza novamente com as máquinas da F1, podem ajudar a obter um desempenho sólido na classificação.

"Acho que ainda falta um pouco mais de mim. E, com certeza, há algumas coisas que já sinto no carro e que podemos tentar melhorar. Portanto, neste momento, estou bastante otimista. Parece que Yuki também teve um dia muito bom. Então, sim, acho que se juntarmos todas essas coisas, talvez amanhã possamos nos sair bem."

Uma área em que o australiano acreditava que poderia obter ganhos era no ataque melhor aos pneus novos, tendo feito uma corrida com os compostos macios e médios no TL2, que precisarão ser usados na classificação de amanhã.

"Acho que o primeiro conjunto de pneus médios não foi tão ruim", disse ele. "Estamos trabalhando nisso. E no macio, ainda estou aprendendo a fazer uma volta."

"Mas, em geral, acho que tive uma boa sensação com o carro hoje. Há coisas em que preciso trabalhar, mas não estou muito preocupado com isso. E também algumas coisas no carro que podemos continuar tentando melhorar."

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #239 – O que esperar de Ricciardo em retorno à F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: McLaren adia introdução de atualizações da Hungria
Próximo artigo F1: Hamilton desabafa e diz que Mercedes “estava no seu pior momento”

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil