Fórmula 1
19 set
-
22 set
Evento encerrado
26 set
-
29 set
Evento encerrado
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Treino Livre 1 em andamento . . .
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
12 dias

F1: Toro Rosso impressionada com "metódico" Alexander Albon

compartilhar
comentários
F1: Toro Rosso impressionada com "metódico" Alexander Albon
Por:
21 de mar de 2019 18:26

Diretor técnico e chefe da equipe júnior da Red Bull elogiam desempenho do novato tailandês em sua estreia no Grande Prêmio da Austrália

Diretor técnico da Toro Rosso, Jody Egginton disse que a equipe ficou impressionada com Alex Albon em sua estréia na Fórmula 1, descrevendo sua abordagem como "não emocional" e "metódica". Ele largou em 13º no Grande Prêmio da Austrália, à frente do companheiro Daniil Kvyat. O russo, porém, terminou a prova em 10º, ao passo que o tailandês chegou em 14º, após problemas de superaquecimento nos freios no começo da corrida.

Embora Albon tenha ficado fora dos pontos, Egginton ficou satisfeito com a maneira com a qual o novato encarou seu primeiro final de semana: "Ele fez um trabalho realmente sólido. No início da corrida, teve que controlar seus freios por um tempo, mas se recuperou. Ele aprendeu muito em termos de gerenciamento de pneus e como fazer a corrida”.

Leia também:


"Ele é bom, metódico, não é emocional e está aprendendo muito rápido. Estou impressionado até agora. Tenho certeza de que podemos continuar com essa evolução. Ele conhece o Bahrein, então espero outro avanço lá”.

Chefe de equipe da Toro Rosso, Franz Tost também ficou satisfeito com o progresso do recém-chegado: "Alex fez um trabalho surpreendentemente bom. Não podemos esquecer que foi a primeira vez dele em Melbourne. Ele quase conseguiu entrar no Q3, ficou apenas a alguns centésimos de distância. Na corrida, dirigiu sem erros, e isso também é muito promissor para as próximas etapas”.

Albon disse que a maior lição que aprendeu na Austrália foi lidar com os pneus, especialmente ao brigar com outros carros: "Na F2, talvez você esteja dirigindo a 90 por cento em uma corrida para salvar os pneus. Na F1, é mais como 95 por cento, então você pode empurrar um pouco mais. Mas quando você está seguindo carros, é muito ruim, então lutar é muito difícil e você não pode passar mais de duas voltas seguidas sem superaquecê-los”.

“Seguir carros é melhor do que eu esperava, e acho que parte disso foi provavelmente por causa dos novos regulamentos. Mas ainda não é fácil ultrapassar. Melbourne obviamente não é o exemplo mais fácil para isso. Mas é mais, como eu disse, quando você está lutando com outros carros. Preservar e manter os pneus em uma boa temperatura é bem difícil”.

Lando Norris, McLaren MCL34, leads Alexander Albon, Toro Rosso STR14

Lando Norris, McLaren MCL34, leads Alexander Albon, Toro Rosso STR14

Photo by: Andy Hone / LAT Images

Próximo artigo
F1: Hakkinen vê semelhanças entre sua evolução e a de Bottas

Artigo anterior

F1: Hakkinen vê semelhanças entre sua evolução e a de Bottas

Próximo artigo

Chefe da Haas: Equipes precisam de clareza sobre regras de 2021 da F1

Chefe da Haas: Equipes precisam de clareza sobre regras de 2021 da F1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Pilotos Alexander Albon
Equipes Toro Rosso Compre Agora
Autor Adam Cooper