F1: Tsunoda rebate teorias da conspiração sobre abandono na Holanda dizendo que fãs precisam de "ressonância magnética"

Piloto da AlphaTauri definiu história como "louca" e disse que não existiam razões para que ele colaborasse com a Red Bull

Yuki Tsunoda, AlphaTauri AT03

Yuki Tsunoda rejeita as teorias da conspiração sobre o seu abandono no GP da Holanda e diz aos fãs de Fórmula 1 que endossam esse discurso que eles deveriam fazer uma "ressonância magnética" para saber "como é o seu cérebro".

Em Zandvoort, Tsunoda relatou que sentiu que uma das rodas do AlphaTauri 03 não estava presa corretamente e por isso parou - desapertando os cintos de segurança quando estava pronto para abandonar a corrida. Mas o piloto japonês recebeu a ordem de continuar na pista e voltou para os boxes.

Leia também:

Lá, ele pegou um jogo diferente de pneus e foi visto com os cintos afivelados novamente antes de retornar à pista. Problemas aparentes persistiram, no entanto, e Tsunoda foi instruído a parar e encerrar o dia. O problema foi posteriormente diagnosticado como diferencial relacionado.

O AlphaTauri encalhado fez com que um carro de segurança virtual fosse acionado, o que permitiu a Max Verstappen, da Red Bull, a oportunidade de colocar pneus novos, o que ajudou a reduzir a estratégia de uma parada da Mercedes.

Isso resultou em uma série de teorias da conspiração e acusações selvagens dirigidas à Red Bull e AlphaTauri, sugerindo que o abandono de Tsunoda era parte de uma aposta para vencer a corrida.

“Bem, é engraçado que os fãs estejam realmente animados para sempre criar uma história”, disse Tsunoda antes do GP da Itália, quando perguntado pela Autosport sobre sua resposta a essas teorias.

"Imediatamente, senti algumas coisas estranhas na parte traseira, que eu pensei que primeiro era o pneu. Recebi um rádio da equipe para parar o carro em um lugar seguro na lateral da pista. Então eu simplesmente parei e quase desliguei também.

Yuki Tsunoda, AlphaTauri AT03

Yuki Tsunoda, AlphaTauri AT03

Photo by: Red Bull Content Pool

"Mas me disseram novamente, vindo da equipe, "não encontramos nenhum problema". Por isso recomeçamos, colocamos um pneu novo, mas eu senti claramente que havia um problema novamente.

"Eu disse à equipe que havia definitivamente um problema. Então foi por isso que eles disseram para parar".

"É apenas um fato super simples: havia um problema no carro e nós confirmamos que havia um problema diferencial.

“É claro que a situação deixou tudo um pouco confuso, mas não há espaço para reclamar para a equipe, para mim e também especialmente para a Red Bull que é uma história tão, para ser honesto, louca.

"E eu também estava correndo por uma  oportunidade, um bom lugar para marcar pontos. Então, sim, não há nenhuma razão para apenas ajudá-los."

Questionado se os fãs da F1 tinham motivos legítimos para perguntar sobre a possibilidade de um comportamento sem escrúpulos devido a instâncias passadas na categoria, Tsunoda disse que não queria saber e sugeriu que os as pessoas que criaram esses rumores deveriam fazer ''uma ressonância magnética'' para verificar se não havia nada de errado com seu cérebro.

"Eu não quero saber e não me importo", disse Tsunoda em resposta ao cinismo dos fãs.

"Eu quero realmente perguntar como é o seu cérebro, escanear a ressonância magnética e ver o que está errado. É engraçado como eles criam histórias.

"Red Bull Racing e Scuderia AlphaTauri são equipes completamente diferentes. Bem, você sabe, não é tão [completamente diferente] quanto as outras equipes, mas ainda assim, é um nome diferente.

"Estamos na Itália, eles estão no Reino Unido. Atuamos em campos completamente diferentes."

PODCAST #194 - Qual será o futuro de Felipe Drugovich?

 

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior ANÁLISE: O teste dos novos retrovisores da F1 e as atualizações das equipes na Holanda
Próximo artigo DIRETO DO PADDOCK: Drugovich na Alpine? Enzo na F1? Mercado de pilotos agita GP da Itália

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil