Fórmula 1 GP da Cidade do México

F1: Verstappen boicota transmissão britânica no GP do México por desrespeito "constante"

Descontentamento do bicampeão teve respaldo da equipe, mas relação deve voltar ao normal já no Brasil

Pole man Max Verstappen, Red Bull Racing

Ao longo do fim de semana do GP do México de Fórmula 1, surgiu nos bastidores a informação de que Max Verstappen e a Red Bull estavam evitando dar entrevistas à Sky Sports, responsável pela transmissão britânica e suas 'filiais' na Alemanha e na Itália. E, segundo o holandês, o boicote se deu pelo desrespeito "constante" que ele enfrenta, algo que "não vai mais tolerar".

Segundo apurado, a decisão veio como reação a um clipe da transmissão britânica no GP dos Estados Unidos em que o repórter Ted Kravitz usou múltiplas vezes a palavra "roubado" ao se referir à derrota de Lewis Hamilton para Verstappen em 2021.

Leia também:

Verstappen explicou após a corrida sua decisão de não falar com a Sky: "Não tem nada a ver com este fim de semana. Mas este ano tem sido uma constante... sim, meio que um desrespeito, com uma pessoa em especial. E chega, não vou tolerar mais isso".

"Não dá para viver no passado. É preciso seguir em frente. As mídias sociais são lugares muito tóxicos, e se você tem isso constantemente na TV, torna as coisas apenas piores. Você está me desrespeitando e, a partir de certo ponto, não vou mais tolerar isso. É por isso que parei de falar com eles".

Sky chegou a transmitir uma entrevista com Verstappen após a 14ª vitória da temporada, um recorde para a F1, mas foi algo produzido pela F1 e distribuída para todas as emissoras parceiras.

Christian Horner, Team Principal, Red Bull Racing

Christian Horner, Team Principal, Red Bull Racing

Photo by: Carl Bingham / Motorsport Images

Christian Horner, chefe da Red Bull, explicou que a equipe está "desapontada com uma série de comentários pejorativos feitos pela Sky", levando a decisão da "pausa" neste fim de semana.

"É preciso ter equilíbrio nos comentários. Alguns comentaristas são excelentes, mas há algumas coisas, há um sensacionalismo demais. Temos que nos unir como equipe".

Horner disse ainda que a decisão foi tomada para "registrar nosso descontentamento com comentários menos imparciais ou acusações que acabam sendo feitas", mas que "o serviço será retomado" a partir do Brasil.

"Acho que uma acusação de campeonato roubado é algo que não sentimos como sendo imparcial. Não sentimos que isso seja justo ou balanceado de modo algum. Max está muito irritado por isso e, como equipe, estamos ao seu lado. Estamos irritados por isso. E, como equipe, tomamos a decisão de fazer essa pausa neste fim de semana".

Questionado se, em sua visão, a Red Bull recebe o mesmo tratamento das outras equipes nas transmissões, Horner disse: "Acho que somos um alvo fácil em diversos momentos".

PÓDIO: Tudo sobre a BATALHA na altitude da CIDADE DO MÉXICO

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com debate: quem poderá parar a Red Bull e Verstappen na Fórmula 1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Hamilton se sentiu "desconfortável" com vaias no GP do México
Próximo artigo F1 - "Dominante", "Recordista", "De ouro": Imprensa internacional repercute recorde de Verstappen

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil