F1 - Verstappen defende que Pirelli não pode culpar equipes por falhas nos pneus e cobra mais explicações

Holandês ainda cobrou mais explicações da empresa italiana, afirmando que o que foi divulgado é "um pouco vago"

F1 - Verstappen defende que Pirelli não pode culpar equipes por falhas nos pneus e cobra mais explicações

Enquanto Lewis Hamilton defendeu a Pirelli, Max Verstappen acredita que a empresa italiana não possa culpar a Red Bull e a Aston Martin pelas falhas nos pneus vistos durante o GP do Azerbaijão de Fórmula 1, defendendo que a fornecedora "precisa olhar para si própria".

Após Verstappen e Lance Stroll sofrerem batidas fortes após o estouro dos pneus traseiros esquerdos na reta principal, a Pirelli disse que o problema estava "relacionado às condições de corrida do pneu", apesar de "terem sido seguidos os parâmetros prescritos para a largada (pressão mínima e temperatura máxima do cobertor".

Leia também:

Isso levou a sugestões de que os pneus pudessem estar abaixo da pressão mínima determinada durante o período na pista, o que ganhou ainda mais força após o novo conjunto de regras divulgadas pela FIA na sequência. Mas tanto Red Bull quanto Aston divulgaram comunicados afirmando que seguem os parâmetros da Pirelli à risca.

Falando ao lado do piloto da Mercedes, que defendeu que a Pirelli não tem culpa na história, Verstappen defendeu as ações de sua equipe na coletiva de imprensa pré-GP da França.

"Claro, eles explicaram que não tem ferramentas para medir durante a corrida. Se esses limites não estão corretos, não há nada que possamos fazer quanto a isso, apenas seguimos o que é possível dentro das regras".

"Se isso significa que precisamos aumentar a pressão, ok, todos vão aumentar a pressão. Mas eles dizem que não têm as medidas corridas, e nós demos a eles após a corrida, e foi mostrado que não fizemos nada de errado ali".

"E a Aston Martin também não fez nada de errado. Então, eles não podem colocar a culpa em nós. Acho que eles precisam olhar para si próprios. E nós estamos aqui, felizes em ajudar com o que for possível".

"Eles já haviam aumentado a pressão em Baku de sexta para sábado, então isso já diz alguma coisa. Talvez não tenha sido suficiente. Vamos aumentar a pressão aqui, certamente e, com sorte, será suficiente".

Verstappen disse que "pessoalmente" não está feliz com o que chamou de uma explicação "vaga" da Pirelli sobre as falhas de pneus em Baku.

"Pra mim, foi um pouco vago quando saiu. Mas a única coisa que posso dizer é que, do nosso lado, acho que a equipe fez tudo que poderia ter feito".

"Eles seguiram todas as orientações com pressões de pneus e mais. Então, não havia nada para encontrar ali. Eu realmente não entendo... certamente vamos aumentar a pressão para este fim de semana. Tenho 100% de certeza disso".

"Provavelmente tenha algo a ver com isso, o que aconteceu em Baku, mas seria bom também saber se tem a ver com a pressão dos pneus".

"A Pirelli deveria falar de uma vez, seria mais fácil para compreender [o que aconteceu] e eu acho que a explicação que tivemos até aqui [não foi suficiente] porque a equipe não fez nada de errado".

TELEMETRIA: A volta da F1 a um circuito ‘normal’ no GP da França e a renovação de Ocon

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Qual é o tamanho do 'drama' de Bottas e Mercedes em 2021?

 

compartilhar
comentários
F1 - Hamilton defende Pirelli e cutuca Red Bull sobre falha em Baku: "Não tivemos problemas com nossos pneus"

Artigo anterior

F1 - Hamilton defende Pirelli e cutuca Red Bull sobre falha em Baku: "Não tivemos problemas com nossos pneus"

Próximo artigo

F1: Bottas nega rumores de que Mercedes já o comunicou de sua saída no fim do ano

F1: Bottas nega rumores de que Mercedes já o comunicou de sua saída no fim do ano
Carregar comentários