F1 - Verstappen detona reação "nojenta" à polêmica de Interlagos: "Atacaram minha família"

Holandês criticou fãs, imprensa e paddock por tirarem conclusões sem saber a história completa, e manteve sigilo sobre os motivos por trás da manobra

Sprint winner Max Verstappen, Red Bull Racing RB18

Red Bull Content Pool

Dias após a polêmica de Interlagos, quando se recusou a ceder posição para Sergio Pérez na volta final do GP de São Paulo de Fórmula 1, Max Verstappen falou publicamente sobre o caso pela primeira vez, detonando reportagens "de merda", além de abusos "inaceitáveis" e "nojentos" nas mídias sociais, relatando mensagens de ameaças à sua família.

Nas coletivas pré-GP de Abu Dhabi desta quinta-feira, ele explicou que sua decisão de não ceder "não foi por causa da posição", com o holandês ocupando a sexta posição na corrida com o bicampeonato já garantido. E, segundo ele, não ajudar Pérez foi por causa de "uma pequena falha de comunicação" com a Red Bull.

Leia também:

"Foi sobre algo que aconteceu mais cedo no ano, e eu já expliquei isso [para a Red Bull] no México", disse Verstappen em meio às especulações de que isso seria um troco pela potencial batida proposital de Pérez na classificação para o GP de Mônaco.

"A equipe entendeu e concordou. Fomos para o Brasil e eu pensava: 'Vamos correr e tentar o melhor resultado possível'. E tivemos pequenas falhas de comunicação no sábado e no domingo. Ninguém falou nada sobre troca de posição".

"Isso só foi surgir na última volta e aí eu disse aquilo no rádio. Eles já deveriam saber minha resposta por causa do que eu havia dito uma semana antes. Após a corrida [no Brasil], tivemos boas discussões, colocamos tudo na mesa e as coisas foram resolvidas".

Max Verstappen, Red Bull Racing RB18, Sergio Perez, Red Bull Racing RB18

Max Verstappen, Red Bull Racing RB18, Sergio Perez, Red Bull Racing RB18

Photo by: Red Bull Content Pool

"Pensando agora, essa conversa deveria ter acontecido antes, porque nunca fui um companheiro de equipe ruim. Sempre auxiliei e a equipe sabe disso. Sempre coloquei a equipe à frente porque, no fim do dia, é um esforço coletivo. Acho que o que aprendemos disso é que precisamos ser um pouco mais abertos, tendo uma comunicação melhor".

"Mas, após a corrida, eu fiquei como o malvado na imprensa. Eles não tinham a imagem completa. Mas imediatamente me derrubaram daquele jeito, e isso é bem ridículo, para ser honesto. Porque eles não sabem como que eu trabalho na equipe. E o que a equipe aprecia em mim. Então as coisas que eu li são bem nojentas".

"E mais do que isso, começaram a atacar minha família, ameaçaram minha irmã, minha mãe, minha namorada, meu pai e, para mim, isso é ir longe demais quando não se sabe exatamente o que está acontecendo. E isso precisa parar".

"Se você tem um problema comigo, tudo bem, mas não ataquem minha família, porque isso é inaceitável. Seguimos em frente. Honestamente, tenho um ótimo relacionamento com Checo".

"Mas não entendo porque as pessoas, sem ter a imagem completa, começam imediatamente a me atacar assim. Espero um dia realmente entender isso, porque é um comportamento inaceitável de muitas pessoas. E, nesse paddock também, para ser honesto. Não são apenas os fãs, mas muitas pessoas que escrevem coisas ridículas sobre mim".

 

Quando questionado pelo Motorsport.com sobre o que havia acontecido mais cedo no ano que o deixou tão irritado, Verstappen respondeu: "Não vou entrar em detalhes, porque isso ficará entre eu e a equipe. Mas é incrivelmente desapontador que, mesmo sem saber todos os fatos, as pessoas escrevam tantas coisas ruins de cara".

"Não sei porque mas, no fim do dia, vocês contribuem para todos os problemas das mídias sociais ao escrever esses tipos de coisas. Como eu disse antes, é desapontador ler coisas assim. Porque eu sei como eu sou. A equipe sabe como que eu trabalho com eles. E eu sempre fui bom para a equipe".

Verstappen foi perguntado novamente sobre isso depois, porque ele não explica quais eram suas preocupações, ao qual ele respondeu: "Vamos manter isso entre a equipe e eu. Vocês não sabem qual é a história real. Então vocês não precisam escrever a história".

"Estou de saco cheio com essa merda que acontece o tempo todo. Assim que alguma coisa negativa acontece, precisa ser destacado. É bem nojento para ser honesto, ser parte disso tudo enquanto, no fim do dia, eu sequer fiz algo de errado. É que as pessoas entenderam errado o que estava acontecendo".

Ainda na coletiva, Verstappen disse que os abusos nas redes sociais "o atingem" porque "você não pode atacar minha família": "Quando sua própria irmã escreve dizendo que as coisas estão saindo fora de controle e que eu preciso fazer algo, acho que isso já diz muito".

TELEMETRIA: RICO PENTEADO comenta TRETA na Red Bull e fala de FAVORITOS em Abu Dhabi

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com debate 'treta' entre Verstappen e Pérez no GP de São Paulo

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Chefe da Haas diz que nem uma pole position salvaria vaga de Schumacher
Próximo artigo F1: Alonso revela capacete especial em homenagem a Vettel

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil