F1: Vettel admite falta de ritmo para lutar por pontos

Tetracampeão vem sofrendo com a Aston Martin e ainda não marcou pontos na temporada

F1: Vettel admite falta de ritmo para lutar por pontos

Sebastian Vettel terminou o GP da Espanha em 13º, igualando seu melhor resultado na temporada conquistado em Portugal. O alemão que ainda não pontuou com sua nova equipe na Fórmula 1, disse que está mais confortável com o carro, mas que lhe falta ritmo para brigar pelos pontos.

Para Barcelona, ​​Vettel recebeu o novo assoalho, igual seu companheiro de equipe, Lance Stroll, que já havia experimentado em Portimão e, apesar do resultado decepcionante, ele insistiu que estava mais feliz com o carro.

Leia também:

“Bem, mais confortável,” ele disse quando questionado pelo Motorsport.com sobre sua sensação de dirigir o AMR21 com as atualizações. “Mas está realmente me faltando um pouco de ritmo para lutar por pontos.”

"Acho que hoje, olhando para trás, talvez aqui e ali poderíamos ter feito algo diferente, mas preciso dar uma olhada. No geral, é provavelmente uma estimativa justa de onde estamos no momento."

Vettel observou que sua corrida foi atrapalhada por ficar preso atrás da Alfa Romeo de Kimi Raikkonen.

“Alguns décimos e algumas posições iniciais podem fazer a diferença”, disse ele. “Então, hoje, infelizmente, não havia realmente uma lacuna ou uma janela para nós. Eu preciso dar uma olhada.”

“Obviamente perdemos um pouco de tempo no primeiro pitstop e entramos muito cedo para o segundo, fiquei preso atrás da Alfa e gastei os pneus. Então essa foi basicamente a nossa corrida. "

Vettel admitiu que atualmente a briga esta muito apertada no meio do pelotão.

“Bem, acho que todo mundo está tentando progredir, então é difícil progredir muito mais do que os outros”, disse ele. “Fiquei um pouco surpreso hoje com os carros da Alpine, eles não foram muito rápidos na corrida. Eu esperava que eles fossem mais rápidos, porque eles foram muito mais rápidos ontem.”

“Mas acho que vemos que todos estão muito perto. Da mesma forma, as AlphaTauris foram muito mais rápidos na corrida do que ontem. Cada fim de semana é um pouco diferente. E se estiver tão apertado,e você se sentir um pouco mais confortável, talvez o carro se adapte melhor à pista, você encontra um ou dois décimos a mais. ”

Sobre a forma que podemos esperar da Aston Martin em Mônaco, onde Vettel venceu em 2011 e 2017, ele disse: “Veremos. Obviamente, para os pilotos da frente, estamos perdendo downforce, então será difícil. Mas Mônaco é sempre diferente, então espero que possamos fazer a diferença. ”

MASSA fala sobre comparação com BARRICHELLO, DIFICULDADE em ADAPTAÇÃO ao BRASIL e desafio na STOCK

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #104 – Mercedes x Red Bull já pode ser considerada uma das maiores rivalidades da F1?

 

compartilhar
comentários
F1: Alonso diz que Hamilton merece mais créditos, apesar de reconhecer que heptacampeão tem "melhor"carro

Artigo anterior

F1: Alonso diz que Hamilton merece mais créditos, apesar de reconhecer que heptacampeão tem "melhor"carro

Próximo artigo

F1: Entenda por que truques das asas flexíveis são problema ‘sem fim’ para a FIA

F1: Entenda por que truques das asas flexíveis são problema ‘sem fim’ para a FIA
Carregar comentários