F1: Vettel e Wolff criticam custos "selvagens" das categorias de base

Tetracampeão diz que teria dificuldade em seguir na carreira se começasse nos dias atuais; chefe da Mercedes pede atenção aos jovens com pouco orçamento

F1: Vettel e Wolff criticam custos "selvagens" das categorias de base

Os altos custos no automobilismo sempre foram tema de discussão, e recentemente Lewis Hamilton disse ao jornal espanhol AS que a Fórmula 1 se tornou um "clube de meninos bilionários", devido aos gastos já nas categorias juniores. Agora, foi a vez de Sebastian Vettel reforçar o questionamento.

O tetracampeão disse que, se começasse sua carreira agora, teria muita dificuldade para subir na escada do esporte a motor.

Leia também:

“Não há uma solução rápida, mas, em última análise, o investimento é muito alto”, explicou o piloto da Aston Martin. “Com toda a franqueza, se eu olhar para trás, quando comecei, os custos eram menores, mas ainda altos."

“Quer dizer, tive muita sorte. Eu tinha o Sr. Gerhard Noack [patrocinador] cuidando de mim, o mesmo que cuidava de Michael [Schumacher] quando ele começou, provavelmente 20 anos antes. Já era muito caro naquela época e eu precisava de ajuda porque não tinha dinheiro. Conseguimos fazer a primeira metade de temporada em karts juniores sozinhos e então começamos a ter muita sorte em encontrar pessoas que nos apoiaram e ajudaram."

“Acho que, desde então, o mundo mudou. O patrocínio mudou. E provavelmente a disposição para investir dinheiro em crianças pequenas e no esporte motorizado também é outra. Resumindo, sempre foi complicado", completou o alemão. "Certamente se tornou selvagem nos últimos anos."

Toto Wolff pede que equipes identifiquem jovens com potencial e sem dinheiro

Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG

Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG

Photo by: Steve Etherington / Motorsport Images

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, disse recentemente que as partes interessadas precisam fazer mais para garantir que as corridas não virem um domínio de pessoas ricas: “O que acho que podemos fazer é tornar as corridas de base mais acessíveis, para que as crianças que não têm nenhum histórico financeiro possam realmente ter sucesso nas fórmulas juniores."

“Todas as grandes equipes de Fórmula 1 precisam ser capazes de identificar esses jovens, em vez de torná-lo tão caro ao ponto de uma boa temporada no kart custar [aproximadamente] R$ 1.550.000, um ano de F4 R$ 3.600.000 e outro de F3 R$ 6.200.000."

“Isso é totalmente absurdo e precisa parar, porque queremos ter acesso e dar às crianças a oportunidade de correr por orçamentos muito mais acessíveis.”

Félix da Costa diz que Marko é "MATADOR" implacável e fala sobre "CHANCE PERDIDA" na F1

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Erro de Hamilton mostra um campeão sob pressão?

 

compartilhar
comentários
Alonso sentiu que estava "perdendo tempo" na F1 antes de hiato

Artigo anterior

Alonso sentiu que estava "perdendo tempo" na F1 antes de hiato

Próximo artigo

F1: Red Bull não tem dúvidas de que Mercedes voltará à disputa nas próximas etapas

F1: Red Bull não tem dúvidas de que Mercedes voltará à disputa nas próximas etapas
Carregar comentários