F1 - Mercedes 'ameaça' rivais por 2022: "Terão déficit se continuarem a desenvolver carro este ano"

Chefe da Mercedes acredita que novo regulamento força as equipes a não investirem tanto em atualizações na atual temporada

F1 - Mercedes 'ameaça' rivais por 2022: "Terão déficit se continuarem a desenvolver carro este ano"

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, disse ao Motorsport.com que as equipes de Fórmula 1 que estão avançando com o desenvolvimento de carros para 2021 precisarão de uma "varinha mágica" se não quiserem pagar o preço por isso no ano que vem. O novo regulamento fez com que muitas equipes abandonassem o trabalho de melhorar seus equipamentos atuais em uma tentativa de garantir que não sejam deixados para trás na nova era.

Com as regras ainda pouco exploradas, as equipes não têm a ilusão de que quanto mais esforço coloquem agora, maior a vantagem que podem ter quando os bólidos forem à pista.

Leia também:

Embora abandonar o desenvolvimento atual seja uma escolha fácil para as equipes mais abaixo no grid, isso representou algumas dores de cabeça à Mercedes, por estar travada em uma luta extremamente acirrada com a Red Bull pelo campeonato.

A equipe alemã sabe que sacrificar o potencial de melhorar seu carro atual tornará mais difícil vencer sua rival no restante da temporada. Essa situação é especialmente amplificada porque a escuderia austríaca tem sido agressiva ao decidir continuar a trabalhar na evolução do RB16B.

Ela regularmente trouxe atualizações a cada corrida e isso a ajudou a entregar um bólido que ultrapassou a Mercedes em várias ocasiões.

Embora aceite totalmente as desvantagens que pode enfrentar na segunda metade do campeonato, Wolff está convencido de que, em última análise, não colocar mais recursos em 2021 é a escolha certa para o longo prazo.

Ele avalia que qualquer equipe que ainda esteja fazendo um esforço considerável em seus equipamentos atuais sofrerá no próximo ano: “Você precisa olhar também para 2022, porque, a menos que tenha uma varinha mágica, terá um déficit."

“Portanto, acredito que a maioria dos times parou o desenvolvimento atual, mas se continuarem a pressionar, isso certamente lhes dará uma vantagem [este ano]."

Embora a Red Bull esteja ciente das implicações potenciais de seu plano para 2022, o chefe da equipe, Christian Horner, reforçou várias vezes que sente que a escuderia não estará em desvantagem em relação ao novo regulamento.

"Você tem que ir semana após semana, corrida após corrida e acho que a equipe está fazendo um ótimo trabalho em equilibrar os desafios deste ano e do próximo”, explicou. "Quer dizer, há muito sendo feito, mas tivemos grandes mudanças nos regulamentos no passado. É preciso equilibrar seus recursos e aplicá-los no que mais precisa. Estamos trabalhando duramente e com eficácia."

F1 AO VIVO: O ‘pós-guerra’ na Hungria: tudo sobre o GP em Budapeste com Rico Penteado | TELEMETRIA

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Como Verstappen se encaixa entre rivais históricos de Hamilton?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Red Bull testará motor danificado de carro de Verstappen no TL1 da Hungria
Artigo anterior

F1: Red Bull testará motor danificado de carro de Verstappen no TL1 da Hungria

Próximo artigo

F1 - Verstappen detona celebrações "desrespeitosas" da Mercedes: "Mostra quem eles são"

F1 - Verstappen detona celebrações "desrespeitosas" da Mercedes: "Mostra quem eles são"
Carregar comentários