F1: Wolff diz que imagens da asa traseira da Mercedes mostram "fantasmas"

Chefe da Mercedes diz que nem tem mais como acompanhar ritmo de rumores que surgem sobre carro da equipe alemã

F1: Wolff diz que imagens da asa traseira da Mercedes mostram "fantasmas"

O chefe da Mercedes na Fórmula 1, Toto Wolff, voltou a rechaçar as reclamações da Red Bull sobre possíveis marcas na asa traseira do W12, que poderiam indicar uma irregularidade, afirmando que a equipe austríaca está vendo fantasmas.

A Red Bull passou a questionar a legalidade do design da asa traseira da Mercedes no GP de São Paulo, após notar a alta velocidade de reta de Lewis Hamilton, aumentando ainda mais a tensão entre as equipes.

Leia também:

Christian Horner disse na sexta que as marcas próximas à placa principal da asa traseira da Mercedes são típicas de "asas que se flexionam", sinalizando que sua equipe está pronta para protocolar um protesto.

Horner questionou Wolff na coletiva dos chefes de equipe na sexta como ele explicaria as marcas, com o austríaco respondendo: "Acredito que elas estejam dentro do que é permitido".

Andrew Shovlin, diretor de engenharia da Mercedes, disse que "convidou a FIA a olhar a asa o quanto quisessem", e que os fiscais "não têm nenhum problema com o que eles possuem".

No sábado, Wolff foi questionado pelo Motorsport.com sobre as imagens da asa traseira que a Red Bull acusa de ter marcas, mas rechaçou as teorias, chamando-as de "um fantasma".

"Não sei de onde eles tiraram essa foto e o que ela realmente mostra", disse. "É um fantasma".

Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG

Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG

Photo by: Steve Etherington / Motorsport Images

A FIA confirmou no sábado que introduziu novos testes de carga para as asas traseiras após a classificação, como parte de uma missão de encontrar componentes que "não cumprem os requerimentos do regulamento".

Horner elogiou a FIA pelos testes, e disse que a Federação cumpre seu trabalho, alegando que, "de repente", a velocidade de reta da Mercedes estava "sob controle", igualada com a da Red Bull.

Na classificação em Interlagos, Hamilton registrou 327,5km/h como velocidade máxima, comparado a 318,3km/h de Verstappen. No Catar, o britânico chegou a 323,9km/h no sábado, contra 320,5km/h do holandês.

"A pista aqui depende menos de potência, e acho que eles fizeram um ótimo trabalho", disse Wolff sobre a velocidade de reta. "A velocidade de reta deles, com essa asa grande, é idêntica à nossa. Então sim, fico feliz por ver que eles estão felizes".

"Vamos para a Arábia Saudita e talvez ouçamos os comentários novamente. De certo modo, os debates que estão sendo iniciados, nem tenho como acompanhá-los mais. Estamos sofrendo para acompanhar o ritmo dos rumores e comentá-los".

Questionado se ele achava que os comentários de Horner poderiam indicar a ameaça do protesto está mais distante, Wolff disse: "Pode ser, não sei o que eles estão planejando".

"Como disse antes, não tenho como acompanhar esse ritmo de pensamento. Parece errático. Mas ok. Não quero colocar mais lenha na fogueira. Estamos tentando cuidar de nós mesmos, buscando fazer o melhor trabalho possível".

"Ainda estamos atrás, por 14 pontos e precisamos fazer uma boa corrida amanhã. É isso que conta".

F1 AO VIVO: A briga de MERCEDES vs RED BULL na CLASSIFICAÇÃO para o GP do CATAR; assista ao debate

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #147 – TELEMETRIA: O que a Red Bull tem que fazer no Catar? Hamilton favorito?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Mercedes diz que "não via Bottas tão relaxado como está agora"
Artigo anterior

F1: Mercedes diz que "não via Bottas tão relaxado como está agora"

Próximo artigo

F1: Entenda como Red Bull pode ter resolvido problema da asa traseira "solta"

F1: Entenda como Red Bull pode ter resolvido problema da asa traseira "solta"
Carregar comentários