Fórmula 1
25 mar
Próximo evento em
27 dias
06 mai
Próximo evento em
69 dias
20 mai
Próximo evento em
83 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
97 dias
10 jun
Próximo evento em
104 dias
24 jun
Próximo evento em
118 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
125 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
139 dias
29 jul
Próximo evento em
153 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
181 dias
02 set
Próximo evento em
188 dias
09 set
Próximo evento em
195 dias
23 set
Próximo evento em
209 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
216 dias
07 out
Próximo evento em
223 dias
21 out
Próximo evento em
237 dias
28 out
Próximo evento em
244 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
280 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
289 dias

F1: Wolff diz que se sente "comprometido para a vida" com a Mercedes

Após reestruturação da equipe de F1, dirigente afirmou que sempre fará parte da Mercedes

compartilhar
comentários
F1: Wolff diz que se sente "comprometido para a vida" com a Mercedes

A Mercedes anunciou na sexta-feira que sua propriedade foi reestruturada depois que a gigante química britânica INEOS assumiu um terço das ações da equipe na Fórmula 1.

Toto Wolff aumentou sua participação na escuderia para igualar a INEOS, enquanto a empresa-mãe da Mercedes, Daimler, detém o terço final.

Leia também:

Como parte do anúncio, a Mercedes confirmou que Wolff continuará a servir como chefe e CEO da equipe de F1 por pelo menos mais três anos.

Wolff estava pesando sua posição exata com a Mercedes, dizendo que o papel estava "cobrando seu preço" após oito temporadas.

O comunicado da Mercedes dizia que Wolff teria “a oportunidade subsequente de fazer a transição para uma nova função executiva dentro da organização quando ele decidir que fosse o momento certo para fazer isso”.

Wolff deixou claro que, embora tenha assinado apenas por mais três anos comandando ativamente a equipe da Mercedes na F1, ele se via como parte da equipe para o resto da vida.

“Isso é um mal-entendido”, disse Wolff quando questionado sobre seu novo contrato de chefe de equipe.

“Não me comprometi por mais três anos. Eu me comprometi pelo resto da vida. Somos três acionistas que possuem a empresa hoje e, independentemente da minha função, eu poderia ser o chefe da equipe, CEO, presidente executivo, a qualquer momento. Mas Mercedes é o que eu faço.”

Wolff é o chefe da Mercedes desde 2013, supervisionando a série recorde de sete campeonatos consecutivos de pilotos e construtores.

Lewis Hamilton ganhou seis desses sete títulos e disse na sexta-feira que estava “orgulhoso” de ver Wolff continuar no papel.

Wolff ajudou a enraizar uma forte cultura corporativa na Mercedes, que ele considerou a maior força que a equipe desenvolveu por meio de seu sucesso recente.

“Temos um ambiente bom e divertido, é um lugar divertido para se estar, mas, ao mesmo tempo, existe a pressão certa”, disse Wolff.

“Amamos o que fazemos, definimos os objetivos certos. Acho que vivemos nossos valores no dia a dia. É tudo uma questão de integridade, lealdade, orgulho, determinação - é isso que resume tudo.”

“Não é algo que você pode colocar em um PowerPoint e dizer que somos assim, mas algo que definimos como padrões nos últimos oito anos.”

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

F1: Entenda os FATORES que fizeram RED BULL optar por PÉREZ ao lado de VERSTAPPEN

PODCAST: Como ficará marcada a temporada de 2020 da F1?

 

Albon desabafa nas redes sociais: “Não posso mentir, dói”

Artigo anterior

Albon desabafa nas redes sociais: “Não posso mentir, dói”

Próximo artigo

F1: Hamilton é eleito pela segunda vez esportista do ano pela BBC

F1: Hamilton é eleito pela segunda vez esportista do ano pela BBC
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Luke Smith