F1 - Wolff: "Espero ações da FIA e não apenas palavras"

Chefe da Mercedes falou ainda das expectativas para 2022, acreditando que os carros não serão muito diferentes entre si e elogiando o teto orçamentário

F1 - Wolff: "Espero ações da FIA e não apenas palavras"
Carregar reprodutor de áudio

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, fez um balanço da situação que passou junto com Lewis Hamilton após o GP de Abu Dhabi de Fórmula 1, sinalizando ainda o que espera da Federação Internacional de Automobilismo em termos de ações acerca da investigação iniciada.

"Não acho que conseguiremos, especialmente Lewis". Essa foi a resposta dada por Wolff após uma questão sobre a possibilidade de esquecer da decepção causada pela perda do Mundial de 2021 para Lewis Hamilton.

Leia também:

A ferida segue aberta, com pouco mais de um mês transcorrido após a noite de Yas Marina, com menos de um mês para o início da pré-temporada de 2022 em Barcelona.

Lewis Hamilton, Mercedes

Lewis Hamilton, Mercedes

Photo by: Charles Coates / Motorsport Images

O silêncio que se segue ao título de Verstappen em Abu Dhabi não parece ter curado muito a decepção de Wolff, e a confirmação disso veio através de suas palavras, em uma entrevista dada ao portal alemão Auto Motor und Sport.

"Lewis, eu mesmo e toda a equipe estamos desiludidos. Amamos esse esporte porque sempre foi muito claro, o cronômetro não mente. Mas se rompemos o princípio fundamental de igualdade e o cronômetro se torna irrelevante, então as dúvidas se instalam e você começa a pensar em todo o trabalho e sacrifícios feitos".

"Vai levar muito tempo para superarmos isso, não sei nem se seremos capazes disso, especialmente Lewis mas, junto com a FIA, podemos tentar sermos melhores no futuro".

Wolff envia mensagens claras à FIA: "Espero ações, não apenas palavras. Somos um esporte e não podemos ir livremente, existem regras. Antes do começo da temporada é preciso clareza para que cada piloto, equipe e fã saiba o que é e não é permitido. Somos uma forma de entretenimento, mas nenhuma decisão a favor do entretenimento deve descumprir com as regras".

Problemas de motor pela primeira vez

A luta valendo o título mundial contra Verstappen e a Red Bull mostrou a capacidade de reação da Mercedes, um outro aspecto que se nota nas palavras de Wolff para além da decepção de Abu Dhabi.

"O aspecto positivo foi a forma como conseguimos recuperar terreno, já que após a exclusão no Brasil pensei que o campeonato de pilotos estava perdido. Em Austin, não entendemos certos aspectos do manejo do carro que, uma vez compreendidos, pudemos dar um grande passo adiante: fomos melhores a partir desse momento. Isso se refletiu nos resultados das corridas".

"O motor? Não perdemos o campeonato por causa da unidade de potência, por mais que sim, tenhamos sofrido com problemas pela primeira vez em oito anos. A princípio, se trata apenas de um componente vinculado a um lote problemático na produção. Logo surgiram os problemas e os motores perderam potência".

A F1 2022 será mais próxima

Olhando adiante, para 2022, Wolff diz não estar muito preocupado com a possibilidade de uma equipe ter interpretado melhor o novo regulamento, o que a daria uma vantagem sobre as demais.

"Se alguém encontrar um vácuo legal e a utilizar, logo todos seguirão essa mesma direção. Espero ver carros similares, mais do que vocês imaginam. Podemos ver algumas diferenças nessa temporada mas, no final, a situação será mais equilibrada. Já não haverá uma equipe um segundo à frente dos demais, com o teto orçamentário não acredito que seja possível".

E falando do teto, Wolff não parece estar junto dos que não aprovam as restrições de gastos introduzidas para FIA a partir de 2021.

"Obviamente, as equipes de maior orçamento não ficaram particularmente felizes em perder essa vantagem, mas acho que a situação estava perdendo o controle devido a uma guerra entre Red Bull, Ferrari e nós. Agora, tudo está mais equilibrado, acredito que cinco, seis equipes podem pensar realisticamente em vitórias no futuro, o que é bom para o esporte. Não é sempre o mesmo que vence o Super Bowl [Final da temporada da NFL, liga de futebol americano]".

Monoposto Mercedes F1 2022

Monoposto Mercedes F1 2022

Photo by: Mercedes AMG

TELEMETRIA DE FÉRIAS (Parte 2): Rico Penteado aponta favoritos para 2022

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #158 – TELEMETRIA DE FÉRIAS: Rico Penteado explica novo carro da F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST:

compartilhar
comentários
F1: GP da Austrália é confirmado e organização quer evitar problemas como o de Djokovic no Aberto de Tênis do país
Artigo anterior

F1: GP da Austrália é confirmado e organização quer evitar problemas como o de Djokovic no Aberto de Tênis do país

Próximo artigo

F1: Horner diz que carro de 2022 da Red Bull está "tomando forma" e "atingindo objetivos"

F1: Horner diz que carro de 2022 da Red Bull está "tomando forma" e "atingindo objetivos"
Carregar comentários