F1: Wolff não garante que Mercedes brigue na frente no início do campeonato

Chefe da equipe busca retomar briga por títulos, mas se diz consciente dos primeiros obstáculos da temporada

George Russell, Mercedes W13, Max Verstappen, Red Bull Racing RB18

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, insiste que sua equipe continua cautelosa sobre suas esperanças na Fórmula 1 para 2023, e está preparado para ainda não ter diminuído a diferença para a Red Bull.

A equipe da montadora de origem alemã está saindo de uma temporada complicada em 2022, em que lutou inicialmente com altos níveis de porpoising em seu W13.

Leia também:

No entanto, um esforço intensivo na temporada para chegar ao fundo dos problemas ajudou a dar um bom passo à frente e a equipe conseguiu terminar com uma dobradinha no GP de São Paulo.

O período de férias deu à Mercedes a oportunidade de repensar áreas críticas de seu carro, e houve indícios de uma mudança de conceito.

No entanto, Wolff sugeriu que a equipe está avançando com um design semelhante para 2023 porque está convencido de que ainda há muito potencial nele.

Mas, em vez de antecipar que a Mercedes será capaz de começar a temporada com um desempenho dramaticamente melhor do que no ano passado, Wolff está ansioso para minimizar as coisas.

Em vez disso, ele disse que a Mercedes deve permanecer realista sobre o desafio que será necessário para diminuir a diferença para a Red Bull, que dominou grande parte do ano passado.

"Acho que entendemos como caímos, onde estão as deficiências e onde temos lacunas de entendimento", explicou Wolff.

“Estamos trabalhando duro para colocar um carro no chão que aborde tudo isso. Mas só veremos quando começarmos a testar se liberamos o potencial que acreditamos que sempre existiu no carro.

“Não temos dúvidas de que, quando você começa meio segundo atrás, será difícil alcançar grandes organizações como Red Bull ou Ferrari.

"Agora, tendo dito isso, estamos muito determinados em fazer exatamente isso. Mas precisamos definir nossas expectativas em um nível realista."

"We will only see when starting testing whether we have unlocked the potential that we believe has always been in the car."

Photo by: Carl Bingham / Motorsport Images

As chances da Mercedes de brigar na frente em 2022 foram prejudicadas por seu foco por vários meses na solução de problemas, em vez de buscar ganhos de desempenho.

Isso significava que a performance foi deixada para trás durante grande parte da temporada, até que um pacote de atualização promissor chegou ao GP dos Estados Unidos.

Wolff espera que a Mercedes possa pelo menos se misturar com os líderes desde o início de 2023 e acha que isso daria a plataforma necessária para seguir em frente.

"Se tivermos o desempenho que esperamos, gostaríamos de fazer parte da corrida na frente", acrescentou. "Acho que seria um ponto de partida.

"Mas não tomamos isso como garantido. Pode ser que as diferenças sejam como eram no final da temporada passada.

“Acho que ainda há muito potencial dentro do nosso carro, dentro do conceito, da maneira como guiamos o carro etc., que talvez nossa inclinação de desenvolvimento possa ser mais acentuada nos próximos meses”.

VÍDEO: Como novo chefe pode tirar Williams do buraco

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #212 – Polêmica: as verdades inconvenientes sobre a F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Para Coulthard, Pérez precisa de mudança 'radical' ou perderá território para Ricciardo
Próximo artigo Análise Técnica: Como a Alpine teve o programa de desenvolvimento mais agressivo da F1 2022

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil