Ferrari se diz aberta a fornecer motores para Red Bull

Escuderia italiana é atualmente fornecedora de propulsores para Sauber e Manor

Ferrari se diz aberta a fornecer motores para Red Bull
Maurizio Arrivabene, Ferrari Team
Maurizio Arrivabene e Sergio Marchionne
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB11
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR10
Daniil Kvyat, Red Bull Racing RB11
Daniil Kvyat, Red Bull Racing RB11
Sebastian Vettel, Ferrari
Kimi Raikkonen, Ferrari SF15-T
Carregar reprodutor de áudio

A Ferrari surge como a principal candidata para fornecer os motores para a Red Bull a partir da temporada 2016 do Mundial de Fórmula 1.

A escuderia austríaca deve formalizar em breve o fim do relacionamento com a Renault e a sua primeira opção seria a Mercedes, mas a marca alemã se recusa a ter uma parceria com uma equipe rival.

Maurizio Arrivabene, porém, não tem a mesma preocupação que a Mercedes em estar fortalecendo uma equipe rival com os motores da Ferrari.

“Em teoria, eles têm nomes fortes, como (Adrian) Newey trabalhando como chefe dos projetistas, e é fácil concluir que se você der um motores eles terão um chassis assustador, o que significa que eles serão muito competitivos”, disse o chefe de equipe da Ferrari.

“Com relação a minha equipe, meus engenheiros e pessoal da aerodinâmica sabem qual é o trabalho deles. Por esse motivo, eu não vejo um problema e a competição é melhor quando tem um grande competidor.”

“Isso não significa que amanhã daremos os nossos motores para Red Bull ou Toro Rosso. Mas eu não vejo qualquer problema em fornecer o seu motor para qualquer outra equipe ou ficar com medo da competição antes mesmo de começar”

“Esse não é o espírito correto de competição ou o que a Ferrari representa. Nós brigamos contra todo mundo.”

Toro Rosso e Ferrari

A Red Bull já competiu com motor Ferrari em 2006, conquistando o seu primeiro pódio na categoria no GP de Mônaco daquele ano.

Por sua vez, a Toro Roso usou os motores italianos de 2007 a 2013, e desde o ano passado compete com motores Renault (utilizados também pela Red Bull).

“Pelo que sabemos temos um contrato com a Renault. O resto veremos depois. Tivemos um bom relacionamento com a Ferrari, mas isso não significa que serão nossos parceiros no futuro. Neste momento, temos contrato com a Renault”, disse Franz Tost, chefe de equipe da Toro Rosso.

Manor

Com a Mercedes recusando-se a fornecer motores para a Red Bull, a Manor pode terminar recebendo os propulsores alemães no próximo ano.

A escuderia britânica compete atualmente com os motores Ferrari e estaria na pole position de assinar com os alemães caso a montadora fique disponível.

compartilhar
comentários
Sonho da Red Bull de correr de motor Mercedes "acabou"
Artigo anterior

Sonho da Red Bull de correr de motor Mercedes "acabou"

Próximo artigo

Motor "estourado" de Rosberg passa por investigação

Motor "estourado" de Rosberg passa por investigação