FIA busca respostas para comissário em posição "perigosa"

Entidade iniciou investigação dos motivos que levaram a quebra de procedimentos no GP de Cingapura que resultou em um comissário de pista exposto após o reinício da prova

FIA busca respostas para comissário em posição "perigosa"
Nico Hulkenberg, Sahara Force India F1 VJM09 crashed out at the start of the race
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid leads behind the FIA Safety Car as the Sahara Force India F1 VJM09 of Nico Hulkenberg, is removed from the circuit
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid leads at the start of the race
A marshal runs along the circuit as Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid leads at the restart
A marshal runs along the circuit as Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid leads at the restart
Marshals remove the Sahara Force India F1 VJM09 of Nico Hulkenberg
Marshals remove the Sahara Force India F1 VJM09 of Nico Hulkenberg
Fernando Alonso, McLaren MP4-31
Max Verstappen, Red Bull Racing RB12
Kevin Magnussen, Renault Sport F1 Team RS16
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid

O Safety Car marcou presença novamente no GP de Cingapura logo no início da prova, após incidente com Nico Hulkenberg. Mas, o período de precaução durou apenas uma volta e os carros foram liberados novamente para o início da terceira volta.

Como líder da corrida, Nico Rosberg se aproximou da primeira curva, no entanto, um comissário de pista teve que correr para se proteger, depois que se aventurou a pegar um detrito dentro da pista.

Um porta-voz da FIA explicou ao Motorsport.com que a situação aconteceu apesar do protocolo dizendo que o diretor de prova confirma três vezes se a pista está limpa.

De alguma forma, apesar das repetidas garantias, o comissário foi liberado para ir à pista naquele momento.

Um relatório será preparado para avaliar exatamente como a falta de comunicação aconteceu, para que lições possam ser aprendidas e garantir que não se repita no futuro.

O porta-voz da FIA disse: "queremos esclarecer esta situação para evitar que isso aconteça novamente."

Muito perigoso

Doze meses depois de um espectador aparecer dentro da pista trazendo também um Safety Car, o assunto não foi tratado de maneira animada pelos envolvidos.

Chefe da Mercedes, Toto Wolff disse que estava apenas grato que ninguém havia se machucado no incidente.

"Estava muito perigoso, mas acho que devemos dar crédito ao controle de prova, porque eles reiniciaram a corrida muito rapidamente."

Reação de Rosberg

Nico Rosberg admitiu que teve que tirar o pé quando viu o comissário, mas diz que não houve grande alarde sobre o que havia acontecido.

"Sim, isso foi muito perigoso, com certeza", disse ele. "Acho que, assim como nós não esperávamos o reinício naquele momento, ele também não. Acho que o reinício foi de uma forma muito abrupta."

"Não foi uma experiência agradável ver alguém atravessar seu caminho quando se está chegando a 300 Km/h, por isso tenho a certeza que guiei de forma segura."

compartilhar
comentários
Nasr diz que 13º foi o máximo que podia em Cingapura
Artigo anterior

Nasr diz que 13º foi o máximo que podia em Cingapura

Próximo artigo

Rosberg reassume liderança; Hülkenberg bate: domingo em imagens

Rosberg reassume liderança; Hülkenberg bate: domingo em imagens
Carregar comentários