Fórmula 1
19 set
-
22 set
Evento encerrado
26 set
-
29 set
Evento encerrado
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Treino Livre 1 em andamento . . .
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
12 dias

FIA explica como funcionará testes de CFD irrestritos

compartilhar
comentários
FIA explica como funcionará testes de CFD irrestritos
Por:
21 de dez de 2018 19:02

Entidade revelou quais requerimentos serão necessários para as equipes aderirem ao plano de simulações dos regulamentos aerodinâmicos de 2021

Na reunião do Conselho Mundial de Automobilismo de dezembro, a FIA anunciou que o limite para o desenvolvimento nas fábricas para carros de especificação atuais seria deixado de lado - embora apenas para os trabalhos realizados para as regras de 2021.

Isso foi confirmado na última edição da regulamentação esportiva, divulgada na quinta-feira, explicando as condições nas quais as equipes poderão realizar o desenvolvimento do futuro conjunto de regras técnicas.

A critério da FIA, as equipes terão acesso a um desenvolvimento de CFD, (Computational Fluid Dynamics, normalmente chamado de testes de túnel de vento virtual) não restrito "de forma equitativa e transparente", embora esse desenvolvimento seja completamente opcional.

Antes de produzir simulações, as equipes devem fornecer uma lista de condições de fluxo e limite antes que a FIA aprove seu uso extra de recursos de CFD.

Isso inclui a geometria das peças a serem testadas, juntamente com quaisquer modelos matemáticos e condições dentro da simulação para garantir a transparência.

As equipes também deverão fornecer relatórios completos de simulações à FIA e às outras equipes, desde que nenhuma propriedade intelectual seja compartilhada entre as partes.

Em última análise, a pesquisa e o desenvolvimento realizados nas simulações sem restrições ajudarão a equipe técnica da FIA a moldar o conjunto de regras de 2021, que deverá ser uma continuação das mudanças trazidas para a próxima temporada.

Há um precedente anterior a isso, com as equipes proporcionando um tempo extra de CFD ao trabalhar com as regulamentações de 2019 depois que elas foram reveladas, já que a F1 também forneceu uma contribuição com seus próprios pesquisadores técnicos internos.

Os carros do próximo ano terão asas dianteiras maiores, estendidas em 200 mm de largura e 25 mm de profundidade, enquanto as asas traseiras serão 70 mm mais altas e mais largas.

O DRS também será mais eficaz, e a aba da asa traseira superior se abrirá por mais 20 mm quando ativada.

Outras mudanças nos regulamentos esportivos incluem um aumento de 5kg no limite máximo de combustível, subindo de 105kg para 110kg.

F1 car CFD demonstration

F1 car CFD demonstration

Photo by: Sauber Petronas

Próximo artigo
Wolff: saída de Raikkonen da Ferrari é um golpe para a F1

Artigo anterior

Wolff: saída de Raikkonen da Ferrari é um golpe para a F1

Próximo artigo

Ameaçado, GP da Grã-Bretanha lidera público presente na F1

Ameaçado, GP da Grã-Bretanha lidera público presente na F1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Jake Boxall-Legge