Fórmula 1
19 set
-
22 set
Evento encerrado
26 set
-
29 set
Evento encerrado
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
16 dias

F1: Ferrari não espera melhorias "significativas" no GP do Canadá

compartilhar
comentários
F1: Ferrari não espera melhorias "significativas" no GP do Canadá
Por:
4 de jun de 2019 11:33

Após mais um fim de semana decepcionante em Mônaco, expectativa para a corrida de Montreal, marcada pelas retas longas

A Ferrari não espera fazer grandes melhorias em seu carro de Fórmula 1 para o GP do Canadá, disputado no próximo fim de semana. "Sabemos que não fomos competitivos o suficiente até agora, mas não temos mais nenhuma mudança no carro que tenha um efeito significativo nos problemas que enfrentamos desde o início da temporada", disse o chefe da equipe, Mattia Binotto.

Apesar de liderar a pré-temporada, a escuderia não venceu nenhum dos seis grandes prêmios do ano, ficando 118 pontos atrás da Mercedes. A Ferrari trouxe melhorias aerodinâmicas para os GPs do Azerbaijão e da Espanha, e também introduziu um novo motor para o evento em Barcelona.

Leia também:


A Ferrari acredita que seu principal problema é não conseguir colocar os pneus deste ano em condições ideais porque seu carro não gera downforce suficiente. Por isso, a equipe começou a pressionar sua fábrica em Maranello para investigar novos conceitos que poderiam ajudar, mas esse trabalho ainda está em estágios iniciais.

Binotto advertiu após a última corrida em Mônaco que não acha que haverá qualquer “solução mágica no Canadá", mas estava otimista pelo fato de "Montreal ser uma pista diferente, com configuração diferente e compostos de pneu diferentes ", o que pode funcionar em favor da Ferrari. Ele também sublinhou que Montreal não é "a última corrida", enfatizando que a escuderia ainda tem tempo de mudar sua campanha.

A Ferrari pode ter uma chance melhor de superar a Mercedes em Montreal, porque as longas retas do Circuito Gilles Villeneuve são perfeitamente adequadas à vantagem direta da equipe italiana. Mas a falta de curvas de alta pode causar algumas dificuldades, especialmente se a temperatura for mais baixa. Perguntado pelo Motorsport.com se sente que o GP do Canadá oferece motivos para otimismo, Binotto disse: "Acho muito difícil julgar”.

"Acho que estaremos em melhor forma se comparado a Barcelona, ​​mas eles [Mercedes] ainda têm o melhor carro, o mais forte no momento. Acho que eles ainda são os que devem estar à frente, mas talvez a lacuna seja mais próxima. Se houver alguma oportunidade, estaremos prontos".

A Mercedes não está indo para o Canadá acreditando que é a favorita, já que sabe bem o quão forte a Ferrari estava em Montreal no ano passado. Chefe da Mercedes, Toto Wolff afirmou: "Cada corrida é um grande desafio. Mônaco tradicionalmente não era a nossa melhor pista e sabíamos, pelo desempenho em curvas de baixa que vimos em Barcelona, ​​que tínhamos uma oportunidade”.

"Mas Mônaco é diferente. Em termos de desempenho do carro, em uma única volta, definitivamente fomos os mais rápidos, mas em Montreal, a Ferrari foi ótima no ano passado".

Toto Wolff, Executive Director (Business), Mercedes AMG

Toto Wolff, Executive Director (Business), Mercedes AMG

Photo by: Steve Etherington / LAT Images

Próximo artigo
Chefão da McLaren diz que começa a ver sinais de Mercedes em sua equipe

Artigo anterior

Chefão da McLaren diz que começa a ver sinais de Mercedes em sua equipe

Próximo artigo

Regras de 2021 não ficarão prontas em junho, diz chefe da Red Bull

Regras de 2021 não ficarão prontas em junho, diz chefe da Red Bull
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Ferrari Compre Agora
Autor Jonathan Noble