Grosjean diz que votaria contra introdução do Halo

Romain Grosjean revelou que se os pilotos pudessem decidir pela introdução ou não do Halo, ele votaria contra a instalação da peça

Grosjean diz que votaria contra introdução do Halo
Pierre Gasly, Red Bull Racing RB12 Test Driver running the Halo cockpit cover
Pierre Gasly, Red Bull Racing RB12 Test Driver running the Halo cockpit cover
Pierre Gasly, Red Bull Racing RB12 Test Driver running the Halo cockpit cover
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-16
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Sebastian Vettel, Ferrari SF16-H running the Halo cockpit cover
Romain Grosjean, Haas F1 Team
Carregar reprodutor de áudio

Nesta quinta-feira (28), o Grupo de Estratégia da Fórmula 1 discute a introdução ou não do Halo na temporada 2017 da categoria. Em Hungaroring, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) fez uma apresentação sobre o dispositivo que mexeu com muitos pilotos - entre eles Lewis Hamilton, que mudou de ideia e se disse convencido da necessidade do Halo.

Há, no entanto, quem ainda não esteja convencido da necessidade da peça. Romain Grosjean, por exemplo, acredita que ainda há muitas dúvidas sobre o dispositivo e ainda se opõe ao Halo, argumentando que o aparato de segurança vai contra o DNA do esporte.

"Eu não quero parar a busca por segurança na F1, mas os pilotos fazem uma escolha quando entram em um esporte de risco. Sou totalmente contra o Halo, é algo que não condiz com o DNA da F1, é contra tudo o que tenho visto desde que eu era uma criança e desde o início do esporte, em 1950", disse.

"Não sabemos como será em caso de chuva, como será em uma pista com mudanças de elevação, como em Spa, e não sabemos como será em Cingapura, por causa da iluminação. Além disso, é uma peça pesada - já temos problemas com o peso - e é feia, então creio que não agrada a ninguém. Se for introduzida, tudo bem. Mas se tivesse que votar, eu votaria contra", afirmou.

Clareza nas regras

Grosjean acrescentou que se a F1 quer avançar em termos de segurança, deve começar garantindo que a situação vista na classificação do GP da Hungria - quando Nico Rosberg conquistou a pole passando por um trecho de bandeira amarela - não se repita.

"Se queremos que o esporte seja mais seguro, a primeira coisa a melhorar é impedir que se faça uma pole position sob bandeira amarela. Como não houve punição, cada vez mais todos irão forçar os limites", disse.

"Para termos mais segurança, precisamos realmente tirar o pé em trechos de bandeira amarela. Isso, creio eu, é algo que podemos fazer melhor", completou.

Reportagem adicional por Jamie Klein

compartilhar
comentários
Perez critica atuação de Verstappen em duelo com Kimi
Artigo anterior

Perez critica atuação de Verstappen em duelo com Kimi

Próximo artigo

Análise Técnica: a asa dianteira da Williams

Análise Técnica: a asa dianteira da Williams