Gutierrez critica Hamilton por gesto de falta de respeito

Piloto da Haas detona britânico da Mercedes que lhe mostrou o dedo médio durante a prova: "ele deveria respeitar todos os competidores"

Gutierrez critica Hamilton por gesto de falta de respeito
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team VF-16
Guenther Steiner, Haas F1 Team Principal
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team VF-16
Podium: winner Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 Team
Podium: winner Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 Team celebrates on the podium
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid

Um incidente entre Lewis Hamilton e Esteban Gutierrez, da equipe Haas, também marcou a corrida em Hungaroring. Na volta 52, o vencedor ficou preso atrás do mexicano por um certo tempo, antes de conseguir ultrapassá-lo na reta principal. Com isso, a vantagem de Hamilton para Rosberg  naquele momento caiu de 1s7 para 0s6. Ao superar o retardatário, o novo líder do campeonato xingou o mexicano lhe mostrando o dedo médio.  

Por conta da demora em obedecer a bandeira azul e dar passagem para Hamilton, Gutierrez foi penalizado em 5s e acabou perdendo seu 12° lugar, caindo uma posição. 

"Eu não ignorei a bandeira azul. Simplesmente tinha dois aviões chegando em mim, muito rapidamente. Estava concentrado na minha corrida e tentando encontrar o local mais seguro para deixá-lo (Hamilton) passar", explicou Gutierrez. 

Apesar de dizer que não viu o gesto na hora, o mexicano mostrou-se aborrecido ao saber do fato.

"Não é algo nada respeitoso.  No passado cheguei a falar com ele. É o campeão mundial, mas não deveria fazer esse tipo de coisa. Ele deveria respeitar todos os competidores".  

Haas pede penalidade

O chefe da equipe Haas, Gunther Steiner, defendeu seu piloto e sugeriu, inclusive, que o gesto de Hamilton deveria ser analisado pelos comissários para uma possível penalidade.  

"Não sei por que ele (Hamilton) estava incomodado, Gutierrez não o segurou tanto tempo assim". 

"Precisamos ainda checar os dados e os tempos, mas acho que a penalização de 5s que tomamos aconteceu por causa do gesto e não porque ele (Esteban) estava segurando o líder", disse.  

"Todo piloto é igual, eles querem ultrapassar logo. Mas Esteban não poderia pular e sair da frente. Acho que não afetou em nada. Era preciso isso (a reclamação)? E para mim, os 5s foram dados por causa do gesto".  

Hamilton: Gutierrez "não deu bola para as bandeiras"

De sua parte, Hamilton insistiu que Gutierrez simplesmente não seguiu as regras. .

"Não foi fácil se livrar do tráfego hoje. Alguns pilotos estavam tirando o pé em locais estranhos, em que poderia haver uma colisão se você viesse muito rápido na curva.  Foi difícil navegar entre eles. O Gutierrez  simplesmente não deu bola para as bandeiras que estavam sendo agitadas para ele. Perdi muito tempo atrás dele e Nico estava chegando em mim. Foi complicado".

Reportagem adicional de Benjamin Vinel

compartilhar
comentários
Para Nasr, tráfego intenso impediu melhor resultado

Artigo anterior

Para Nasr, tráfego intenso impediu melhor resultado

Próximo artigo

Räikkönen diz que critério da F1 é "piada" e pede mudanças

Räikkönen diz que critério da F1 é "piada" e pede mudanças
Carregar comentários