Hamilton: Ações definirão busca da F1 por diversidade e inclusão em 2021

O heptacampeão elogiou a primeira reunião com o CEO da F1 Stefano Domenicali para discutir as ações da categoria por um esporte mais inclusivo

Hamilton: Ações definirão busca da F1 por diversidade e inclusão em 2021

Além dos desafios em pista, a Fórmula 1 chega a 2021 buscando dar sequência a sua campanha para melhorar a diversidade e a inclusão no esporte. E o heptacampeão Lewis Hamilton se sente encorajado pelas ações planejadas pela categoria, mas alerta que o foco deste ano precisa ser nas ações, em vez do discurso.

Em meio ao ativismo ao redor do mundo no ano passado, pedindo por maior igualdade racial em todas as áreas da sociedade, a F1 se comprometeu a melhorar a diversidade dentro da categoria como parte da campanha We Race As One (Corremos um Só).

Leia também:

Como o único piloto negro da F1, Hamilton liderou os pedidos pela maior diversidade dentro do que chamou de "um esporte dominado por brancos".

Ao longo do ano, a F1 separou um momento antes das corridas para os pilotos mostrarem seu apoio à campanha pelo fim do racismo, com mais da metade do grid se ajoelhando, gesto associado a manifestações antirracismo, enquanto as equipes correram com mensagens em seus carros.

Para 2021, a F1 anunciou que fomentar a diversidade será um dos pilares centrais da versão revisada da campanha We Race As One, revelando planos para melhorar a representatividade de grupos minoritários no esporte a motro como um todo.

Na semana passada, os pilotos da F1 se encontraram com o CEO Stefano Domenicali no Bahrein, durante a pré-temporada, para discutir planos para 2021, incluindo o formato da manifestação pré-corrida.

Perguntado pelo Motorsport.com sobre a discussão e o que foi acordado para 2021, Hamilton classificou a reunião como "muito boa" e elogiou Domenicali por "tomar um ótimo primeiro passo.

O piloto da Mercedes explicou como existe um foco renovado para 2021 com relação às ações da categoria para melhorar a diversidade, acreditando que isso seja mais importante que o discurso.

"Stefano tirou um tempo para sentar conosco e abrir a discussão sobre como podemos trabalhar juntos para melhorar o esporte. Não tivemos uma discussão de verdade sobre as manifestações. Eles nos explicaram seus planos e como poderíamos falar com eles".

"Não tínhamos que resolver tudo ali, mas eles estão fazendo alguns ajustes, o que vejo como positivo. No ano passado, era muito discurso. Obviamente o We Race As One, mas a ação é necessária neste ano. Era algo que era apenas falado para nós".

"É isso que precisamos garantir que aconteça, que sigamos com a conversa, que continuemos garantindo que as ações sejam tomadas neste ano a caminho de uma diversidade e inclusão maior no esporte".

"Acho que estamos alinhados neste objetivo e queremos atingir isso juntos".

O diretor de estratégia e negócios da F1, Yath Gangakumaran, revelou recentemente que a categoria planeja oferecer bolsas de estudos a estudantes de origens diversas e tradicionalmente sub representadas, ajudando a financiar os custos de seu ensino superior e ajudando a encontrar o caminho para trabalhar na indústria.

Felipe Giaffone NÃO ACREDITAVA que F1 saísse da Globo e diz que Band fez LIÇÃO DE CASA para NOVA ERA

Parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

PODCAST: Mercedes pode ter reinado derrubado após dificuldades vistas na pré-temporada?

 

compartilhar
comentários
F1: Mercedes admite que não tem respostas sobre “fraqueza” do W12

Artigo anterior

F1: Mercedes admite que não tem respostas sobre “fraqueza” do W12

Próximo artigo

F1: Steiner vê semelhanças entre Mick e Michael Schumacher no modo de trabalhar

F1: Steiner vê semelhanças entre Mick e Michael Schumacher no modo de trabalhar
Carregar comentários