Hamilton critica corridas chatas e cobra mudanças da F1: "Se fosse fã, teria visto a largada e voltado a dormir"

O hexacampeão respondeu às críticas de que as corridas atuais não são animadoras para os fãs

Hamilton critica corridas chatas e cobra mudanças da F1: "Se fosse fã, teria visto a largada e voltado a dormir"

No domingo, Lewis Hamilton passeou pelo Circuito de Spa para garantir mais uma vitória na temporada 2020 da Fórmula 1, ficando em primeiro de ponta a ponta na corrida. A necessidade de gerenciamento de pneus significou que não houve ação na parte da frente do grid, com Hamilton, Valtteri Bottas e Max Verstappen se mantendo o tempo inteiro sem ataques. Para o hexacampeão, isso precisa mudar.

Após a corrida, Verstappen chamou a corrida de "entediante", e lamentou o fato de ter que gerenciar seus pneus por 38 das 44 voltas da corrida.

Leia também:

A vantagem de performance da Mercedes sobre o resto do grid também levou a uma falta de competição na frente, algo que Hamilton comparou com o domínio de Michael Schumacher e a Ferrari no início dos anos 2000.

"Eu não posso falar pelos fãs, mas tendo sido um, crescendo e vendo a era Schumacher, eu sei como é isso", disse Hamilton.

"Eu era um adolescente nessa época. Eu teria acordado, comido meu café da manhã, visto a largada e voltado a dormir, para acordar apenas no fim da corrida. Se eu fosse um fã hoje, teria feito exatamente isso".

O hexacampeão ainda deu seu ponto de vista sobre como foi a corrida, desejando que nos próximos anos tenha uma competição maior.

"Assim que a corrida começou e após a relargada, vocês sabem que eu não cometo muitos erros, e os demais pilotos também. Eles são muito consistentes".

"É difícil ultrapassar nesse circuito, então definitivamente não é o espetáculo mais excitante. Sinto o mesmo que Max. Espero que nas próximas corridas tenhamos mais competição, porque sei que todos querem nos ver disputando".

A F1 visa criar um grid mais competitivo no futuro através do teto orçamentário, limitando os gastos de todas as equipes, além da revolução no regulamento técnico, que chegará em 2022.

A corrida em Spa levou a sugestões de que medidas a curto prazo seriam necessários, como mudar a abordagem da Pirelli à seleção dos compostos de pneus.

Hamilton disse esperar que os fãs entendam que a culpa não é dos pilotos e das equipes se as corridas são chatas ou se faltam ultrapassagens, afirmando que é necessário pressionar os chefes da F1, cobrando mudanças.

"Espero que as pessoas entendam que isso não é nossa culpa. No final, somos os pilotos, passamos por todas as categorias e merecemos a posição que estamos no momentos. Nós damos o nosso melhor, a melhor performance possível".

"No final, é necessário pressionar quem toma as decisões sobre o design dos carros, que determinam as regras e mais, para fazerem um trabalho melhor para o futuro, se for possível".

"Tenho esperança de que, com o novo carro em 2022, podemos ver uma forma diferente de corrida, onde poderemos correr próximos entre si. Não seria melhor se pudéssemos andar mais próximos nas corridas?".

Vettel comenta rumores sobre ida p/ Racing Point e fala de outras categorias para 2021

PODCAST Motorsport.com debate qual seria o calendário ideal da Fórmula 1; ouça

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
Piloto do Dia, Gasly acreditou que bateria em disputa com Pérez

Artigo anterior

Piloto do Dia, Gasly acreditou que bateria em disputa com Pérez

Próximo artigo

Ricciardo aposta em Renault ainda mais forte em Monza e diz: Cyril deve se preparar para a tatuagem

Ricciardo aposta em Renault ainda mais forte em Monza e diz: Cyril deve se preparar para a tatuagem
Carregar comentários