Fórmula 1
07 ago
Corrida em
07 Horas
:
38 Minutos
:
55 Segundos
04 set
Próximo evento em
25 dias
R
GP da Toscana
11 set
Próximo evento em
32 dias
R
GP de Singapura
17 set
Canceled
R
GP da Rússia
25 set
Próximo evento em
46 dias
R
GP do Japão
08 out
Canceled
R
GP dos Estados Unidos
23 out
Canceled
R
GP do México
30 out
Canceled
R
GP do Brasil
13 nov
Canceled
R
GP de Abu Dhabi
27 nov
Próximo evento em
109 dias

Hamilton diz que F1 está sem liderança sobre mensagens antirracismo; Vettel apoia

compartilhar
Hamilton diz que F1 está sem liderança sobre mensagens antirracismo; Vettel apoia
Por:
, Editor
21 de jul de 2020 18:58

Piloto da Mercedes acredita que o assunto “saiu da programação” da categoria após a abertura da temporada e Sebastian Vettel pede melhor organização entre os pilotos

Lewis Hamilton afirmou que falta de liderança na F1 em sua mensagem antirrascista e acredita que o assunto “saiu da programação” nas últimas semanas. Em meio a protestos e ativismo antirracismo em todo o mundo, a F1 realizou uma demonstração de união entre seus pilotos antes da abertura da temporada na Áustria, há duas semanas.

Todos os pilotos vestiram camisetas com a frase ‘End Racism’ (em português, ‘fim do racismo’), e 14 dos 20 pilotos se ajoelharam antes do hino nacional em uma parte definida da programação pré-corrida. Enquanto esses pilotos ajoelharam novamente antes da segunda e da terceira corrida da temporada, a organização dedicou menos tempo a estes momentos.

Leia também:

Hamilton ficou especialmente frustrado após a corrida realizada no último domingo na Hungria e cobrou a F1 para dar aos pilotos uma plataforma melhor para suas mensagens antirracismo, depois de lamentar a falta de tempo no cronograma.

Falando sobre o assunto após a prova, Hamilton disse que “definitivamente não houve apoio suficiente” para o ajoelho entre os pilotos e pediu que a liderança da Fórmula 1 seja mais forte em sua mensagem.

“A Fórmula 1 fez um trabalho OK, eu diria, na primeira corrida. Não foi bom o suficiente em termos do que se vê em outros esportes, mas ainda foi um passo à frente”.

“É quase como isso tenha saído da programação depois disso. Está faltando liderança e, finalmente, atuamos em um esporte. É preciso haver liderança desde o topo, você precisa dizer, 'OK, é isso que queremos fazer, pessoal, e queremos que todos façam parte disso'".

“Atualmente não há nada disso. Tento não me apoiar tanto nos pilotos, porque não quero que eles sintam que sou eu quem o faz, porque provavelmente é, em alguns casos, a razão pela qual as pessoas não querem fazer isso, porque eu estou fazendo isso”.

“Mas eu não acho que está sendo levado a sério”, completou o hexacampeão mundial.

Hamilton disse que irá contatar o chefão da F1 Chase Carey e Jean Todt, presidente da FIA, para discutir sobre o assunto nesta semana, dizendo que não cabe a ele, como piloto, responsabilizar os outros.

“Você precisa de um líder. Onde está o Jean neste cenário?”, disse Hamilton. “Isso deveria ser anunciado ou discutido do topo para baixo. Isso deveria estar vindo dos poderes mais altos que controlam e puxam todas as cordas”, completou.

Questionado pelo Motorsport.com se ele achava que houve algum progresso na F1 ao iniciar uma conversa mais ampla sobre como melhorar a diversidade, Hamilton respondeu: "Não fizemos nenhum progresso”.

“Dissemos coisas e comunicados foram soltos, e fizemos gestos como ajoelhar. Mas não mudamos nada, Exceto, talvez, um pouco de nossa consciência”, disse. “Adoraria saber o que Jean pensa, adoraria saber o que Chase pensa e o que a organização pensa para seguir em frente. Mas ainda não há progresso”, completou.

O tetracampeão mundial de F1 Sebastian Vettel concordou com o piloto da Mercedes. O alemão, que é um dos membros da direção da Associação de Pilotos, conversou com Hamilton sobre continuar ajoelhado após o briefing, e agora pediu aos pilotos que conversem sobre como eles podem organizar melhor o gesto pré-corrida.

“O que você vê é como a situação está”, disse Vettel. “Hoje houve pouquíssimo tempo, tudo estava um pouco apressado. Acho que os pilotos estavam prestes a chegar”.

“Houve tempo para fazer o que todo piloto individualmente decidiu fazer, mas no final, eles estavam começando o hino nacional”.

"Acho que, daqui para frente, provavelmente é verdade que precisamos conversar um pouco melhor, para que possamos resolver o problema", completou Vettel.

‘Deu ruim’! Bruno Senna relata acidente “tenso” do tio Ayrton com buggy em fazenda da família

 

 

Ex-presidente, Montezemolo critica Ferrari: "Esta temporada está perdida"

Artigo anterior

Ex-presidente, Montezemolo critica Ferrari: "Esta temporada está perdida"

Próximo artigo

Podcast #059 – O debate de fãs e ‘haters’ sobre domínio de Hamilton e participação de Eric Granado

Podcast #059 – O debate de fãs e ‘haters’ sobre domínio de Hamilton e participação de Eric Granado

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton Compre Agora
Autor Luke Smith