Mallya se diz decepcionado com visão de Haas sobre a F1

Chefe da Force India acredita que dono da Haas estava equivocado quando sugeriu que atual sistema de distribuição financeira fosse mantido

Mallya se diz decepcionado com visão de Haas sobre a F1
Dr. Vijay Mallya, Sahara Force India F1 Team Owner
Dr. Vijay Mallya, Sahara Force India F1 Team Owner
Gene Haas F1 Team, Team Owner, Haas F1 Team
Esteban Ocon, Sahara Force India F1 VJM10
Esteban Ocon, Force India VJM10
Sergio Perez, Force India VJM10
Chase Carey, Chief Executive Officer and Executive Chairman of the Formula One Group
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-17

O chefe da Force India, Vijay Mallya, se mostrou “decepcionado” com o também dono de equipe da F1 Gene Haas, que expressou seu apoio ao atual método de destruição financeira na categoria.

Ao lado da Haas, a Force India é uma das equipes que não possuem acordos especiais além do prêmio regular baseado em performance, sendo que Mally tem, há muito tempo, mostrado desejo por uma divisão mais justa.

O novo diretor da F1, Chase Carey, também deixou claro que os novos proprietários querem uma mudança no sistema na tentativa de aproximar o grid.

Contudo, em Mônaco, Haas indicou que as equipes de ponta deveriam manter uma vantagem significativa a fim de evitar “uma estrutura tipicamente socialista”.

Mallya acredita que tal argumento, que muitos acreditam ter sido encorajado pela relação próxima entre a Haas e a Ferrari, não ajudará a promover uma mudança.

“Acho decepcionante que um novo membro da F1, que não tem experiência alguma em possuir uma equipe na F1, faça uma declaração tão profunda”, disse Mallya, em entrevista ao Motorsport.com.

“Qualquer um que olha à forma de distribuição financeira da F1 vai perceber, imediatamente, o quão desigual é. Claramente o DNA da F1 deve incluir equipes independentes, não apenas as oficiais. E times independentes devem estar aptos a serem viáveis financeiramente para competir.”

“Então, fiquei feliz quando o Liberty Media e Chase Carey efetivamente disseram o que a Force India tem pleiteando por um tempo: que o sistema de distribuição precisa ser revisto e ajustado para ser justo às equipes menores.”

O atual sistema de distribuição financeira da F1 será mantido pelo menos até 2020, quando expira o atual Pacto da Concórdia.

compartilhar
comentários
Andretti: Alonso está “desperdiçando tempo” na McLaren
Artigo anterior

Andretti: Alonso está “desperdiçando tempo” na McLaren

Próximo artigo

Chefe da Mercedes quer motores barulhentos de volta à F1

Chefe da Mercedes quer motores barulhentos de volta à F1
Carregar comentários