Mercedes apresenta W13, carro com o qual defenderá título de construtores da F1 em 2022; confira imagens

Equipe alemã revelou monoposto que será pilotado por Hamilton e Russell na próxima temporada; prata volta a ser cor dominante

Mercedes apresenta W13, carro com o qual defenderá título de construtores da F1 em 2022; confira imagens
Carregar reprodutor de áudio

Um dia depois da Ferrari apresentar o carro com o qual competirá na temporada de 2022 da Fórmula 1, mais uma candidata ao título lançou, nesta sexta-feira (18), seu novo monoposto: a Mercedes. Os atuais octacampeões de construtores revelaram o W13, que será pilotado por Lewis Hamilton e George Russell.

Mercedes W13

Mercedes W13

Photo by: Mercedes AMG

O detalhe mais impactante é o retorno do prata, que volta a ser a cor predominante após dois anos utilizando o preto. A mudança fez parte de uma ação da escuderia contra o racismo em 2020 e as máquinas ficaram conhecidas como 'flechas negras' na época.

Com a implementação do teto de gastos, a Mercedes teve que lidar com um orçamento muito menor na fabricação do novo carro. Além disso, também há a já conhecida restrição no túnel de vento. Como a escuderia foi campeã de construtores, é a que menos pode usar o recurso.

Leia também:

Tanto Hamilton quanto Russell devem fazer um shakedown com o carro ainda hoje em Silverstone e ter uma ideia de como ele se comportará na pista.

“A mentalidade da equipe sempre foi a mesma nos últimos anos, que a contagem de pontos volta a zero", disse o chefe da Mercedes, Toto Wolff. "Não há nada dos anos anteriores que faça você vencer o campeonato atual. Nenhum crédito a ser tomado, mas também nenhum senso de direito.

"Como todos os anos, somos céticos, temos que fazer trabalho bom o suficiente, e essa é a mentalidade certa."

"Para mim, os dois melhores momentos de cada ano são quando você liga o carro pela primeira vez, o que aconteceu muito cedo para nós em dezembro, e o segundo é quando o monoposto está sendo montado."

Mercedes W13

Mercedes W13

Photo by: Mercedes AMG

"Estive nas pistas de corrida nos últimos dias, olhando para esta máquina inacreditável, e agora vê-la completa com a carroceria é muito emocionante. É incrível, mas espero que seja ainda mais quando a pilotarmos."

Pela primeira vez desde 2017, a Mercedes mudou parte de sua dupla de pilotos. Russell entra no lugar de Valtteri Bottas, que deixou a equipe rumo à Alfa Romeo. Lewis ficou um bom tempo longe das redes sociais e deixando no ar o mistério se voltaria para a próxima temporada após perder o título em 2021 - apesar de estar inscrito há um bom tempo.

Ao que tudo indica, ele seguirá na F1, principalmente após a notícia de que Michael Masi, antigo diretor de provas e pivô do polêmico GP de Abu Dhabi que decidiu o último campeonato, foi demitido do cargo. Wolff pediu por mudanças na FIA e uma investigação da federação sobre a corrida.

Lewis Hamilton, Mercedes

Lewis Hamilton, Mercedes

Photo by: Mercedes AMG

“Eu nunca disse que ia parar", disse Hamilton. "Adoro fazer o que faço e é um privilégio trabalhar com esse grande grupo de pessoas. Você realmente se sente parte de uma equipe e parte de uma família, trabalhando para esse objetivo comum. Não há sentimento igual."

"Sim... obviamente foi um momento difícil para mim, e foi um momento em que eu realmente precisava dar um passo para trás e me concentrar em estar presente. Eu tinha minha família ao meu redor, e criando grandes momentos."

"Indo para este ano, não estabeleci nenhuma meta inicialmente. Acho que, naturalmente, todos os membros desta equipe trabalharam para o objetivo final de vencer o campeonato e, novamente, elevar o nível e fazer algo que ninguém mais fez antes."

George Russell, Mercedes

George Russell, Mercedes

Photo by: Mercedes AMG

"Há muitos rostos que conheci nos últimos seis ou sete anos", comentou Russell sobre os primeiros dias na Mercedes. "Quando começamos a trabalhar juntos, fomos direto para os negócios. Obviamente, as relações sempre foram construídas ao longo do tempo, mas eu já conhecia muitas pessoas."

"Será bem natural [trabalhar com Hamilton], sendo companheiro de equipe com ele e sentado ao lado dele. Acho que será uma temporada realmente emocionante para todos nós e para a F1 em geral", concluiu o antigo piloto da Williams.

 

Masi DEMITIDO (e quem substitui), Ferrari REVOLUCIONÁRIA e NOVO CHEFE da Alpine: dia de BOMBAS na F1

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #162: Quais outras rivalidades podem implodir na F1 em 2022?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
AO VIVO: Assista ao lançamento do W13, novo carro da Mercedes em 2022
Artigo anterior

AO VIVO: Assista ao lançamento do W13, novo carro da Mercedes em 2022

Próximo artigo

F1: Hamilton ressalta importância de 'sumiço' após final de 2021

F1: Hamilton ressalta importância de 'sumiço' após final de 2021