Mercedes irá investigar queda de rendimento de Hamilton

Mercedes diz que irá investigar a fundo as causas da queda de rendimento do tricampeão nas últimas provas

Mercedes irá investigar queda de rendimento de Hamilton
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W06
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W06
Carregar reprodutor de áudio

Após a sexta pole consecutiva e terceira vitória seguida de Nico Rosberg, a Mercedes afirmou que irá investigar as causas da queda de rendimento de Lewis Hamilton. De acordo com o chefe da equipe, Toto Wolff, por enquanto não há qualquer explicação sobre o motivo pelo qual o tricampeão não consegue mais dominar as provas.

"Há muita discussão sobre se Nico melhorou a sua performance ou o carro se desenvolveu de uma maneira que agradou a ele. Ou Lewis tem encarado as últimas provas de maneira mais leve, certamente de modo não consciente, por já ser o campeão. Eu não sei", disse Wolff.

"Nós vamos fazer uma lista de elementos nas próximas duas semanas e tentar analisar. Eu acho que nós precisamos descobrir. Mas, no final do dia, eu acho que o campeonato mundial importou mais a Lewis, mesmo que as duas últimas provas tenham sido dominadas por Nico", disse.

Hamilton tentou novos acertos durante o final de semana em Abu Dhabi, incluindo um componente de suspensão que foi introduzido como parte do programa de desenvolvimento do time. Alguns suspeitam que mudanças feitas no carro após o fraco rendimento em Cingapura deixaram o tricampeão insatisfeito.

"Eu não diria que a tese mais provável. É normal que o carro seja desenvolvido e melhorado, e após Cingapura nós fomos em uma direção diferente. Nós pegamos o aprendizado após aquele final de semana e colocamos na mesa, e o quanto isso beneficiou Nico ou Lewis, eu não sei dizer", afirmou.

compartilhar
comentários
Williams afirma ter liberado Bottas no "momento certo"
Artigo anterior

Williams afirma ter liberado Bottas no "momento certo"

Próximo artigo

Grid da F1 para 2016 está quase fechado; veja vagas

Grid da F1 para 2016 está quase fechado; veja vagas