Fórmula 1
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

Mercedes: safety car virtual da Ferrari foi "milagre" e "crucial"

compartilhar
comentários
Mercedes: safety car virtual da Ferrari foi "milagre" e "crucial"
Por:
30 de set de 2019 11:53

Chefe da equipe e Valtteri Bottas admitem que a quebra de Sebastian Vettel foi determinante para o resultado em Sochi

Depois de largar em quarto, Valtteri Bottas chegou em segundo no GP da Rússia e completou nova dobradinha da Mercedes na temporada 2019 da Fórmula 1. De acordo com o finlandês, o resultado das ‘Flechas de Prata’ se deve a um “milagre”: ao safety car virtual ocasionado pela quebra da Ferrari do alemão Sebastian Vettel. Segundo o chefe da equipe germânica, Toto Wolff, o incidente foi “crucial” para o resultado da etapa de Sochi.

O dirigente austríaco detalhou como a falha no motor de Vettel foi determinante para a dobradinha da Mercedes: “Foi crucial, porque uma das coisas que procurávamos ou esperávamos era um safety car”.

Leia também:

A Mercedes já pode conquistar seu sexto título consecutivo entre os construtores na próxima corrida, no Japão. Entretanto, Wolff avalia que, neste momento, a equipe não tem um carro tão bom quanto o da Ferrari.

“Acho que, mesmo no momento de alegria, precisamos ter consciência de que, na velocidade, não tivemos performance. Mas o resultado de domingo mostra que você nunca deve desistir, mesmo se você participar da corrida com um pacote que não seja o mais rápido”, completou.

Bottas corroborou o discurso do chefão da Mercedes e explicou como se defendeu dos ataques do monegasco Charles Leclerc, da Ferrari, nos estágios finais da prova da Rússia, onde o time germânico segue 100%.

Quer assistir F2, F3 e Indy de graça? Se inscreva no DAZN e tenha acesso grátis por 30 dias a Fórmula 2, Fórmula 3, Indy e uma série de eventos esportivos. Cadastre-se agora clicando aqui.

“Eles (Ferrari) tinham um carro forte e foram muito rápidos nas retas. Então eu sabia que se eles chegassem perto o suficiente, especialmente no setor 3, eles seriam uma grande ameaça para a curva 2. Realmente tive que minimizar os erros”, admitiu o finlandês.

“Nosso carro parecia decente nas curvas, especialmente com o pneu médio. Para estar nessa posição, acho que o time fez todas as coisas certas. Já que houve a decisão de começar com os médios, você espera que o safety car chegue, e veio como um milagre”, disse Bottas.

GALERIA: Confira o resultado final do GP da Rússia de Fórmula 1

Galeria
Lista

1º: Lewis Hamilton, Mercedes AMG W10: 1:33'38.992

1º: Lewis Hamilton, Mercedes AMG W10: 1:33'38.992
1/20

Foto de: Joe Portlock / Motorsport Images

2º: Valtteri Bottas, Mercedes AMG W10: +3.829

2º: Valtteri Bottas, Mercedes AMG W10: +3.829
2/20

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

3º: Charles Leclerc, Ferrari SF90: +5.212

3º: Charles Leclerc, Ferrari SF90: +5.212
3/20

Foto de: Joe Portlock / Motorsport Images

4º: Max Verstappen, Red Bull Racing RB15: +14.210

4º: Max Verstappen, Red Bull Racing RB15: +14.210
4/20

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

5º: Alex Albon, Red Bull Racing RB15: +38.348

5º: Alex Albon, Red Bull Racing RB15: +38.348
5/20

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

6º: Carlos Sainz Jr., McLaren MCL34: +45.889

6º: Carlos Sainz Jr., McLaren MCL34: +45.889
6/20

Foto de: Simon Galloway / Motorsport Images

7º: Sergio Pérez, Racing Point RP19: +48.728

7º: Sergio Pérez, Racing Point RP19: +48.728
7/20

Foto de: Glenn Dunbar / Motorsport Images

Lando Norris, McLaren MCL34: +57.749

Lando Norris, McLaren MCL34: +57.749
8/20

Foto de: Simon Galloway / Motorsport Images

9º: Kevin Magnussen, Haas F1 Team VF-19: +58.779

9º: Kevin Magnussen, Haas F1 Team VF-19: +58.779
9/20

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

10º: Nico Hulkenberg, Renault F1 Team R.S. 19: +59.841

10º: Nico Hulkenberg, Renault F1 Team R.S. 19: +59.841
10/20

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

11º: Lance Stroll, Racing Point RP19: +1'00.821

11º: Lance Stroll, Racing Point RP19: +1'00.821
11/20

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

12º: Daniil Kvyat, Toro Rosso: +1'02.496

12º: Daniil Kvyat, Toro Rosso: +1'02.496
12/20

Foto de: Simon Galloway / Motorsport Images

13º: Kimi Raikkonen, Alfa Romeo Racing C38: +1'08.910

13º: Kimi Raikkonen, Alfa Romeo Racing C38: +1'08.910
13/20

Foto de: Glenn Dunbar / Motorsport Images

14º: Pierre Gasly, Toro Rosso STR14: +1'10.076

14º: Pierre Gasly, Toro Rosso STR14: +1'10.076
14/20

Foto de: Simon Galloway / Motorsport Images

15º: Antonio Giovinazzi, Alfa Romeo Racing C38: +1'13.346

15º: Antonio Giovinazzi, Alfa Romeo Racing C38: +1'13.346
15/20

Foto de: Glenn Dunbar / Motorsport Images

Abandonou: Robert Kubica, Williams FW42

Abandonou: Robert Kubica, Williams FW42
16/20

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Abandonou: George Russell, Williams Racing FW42

Abandonou: George Russell, Williams Racing FW42
17/20

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

Abandonou: Sebastian Vettel, Ferrari SF90

Abandonou: Sebastian Vettel, Ferrari SF90
18/20

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

Abandonou: Daniel Ricciardo, Renault F1 Team R.S.19

Abandonou: Daniel Ricciardo, Renault F1 Team R.S.19
19/20

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-19

Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-19
20/20

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Próximo artigo
Chefe da Ferrari explica polêmico acordo com Vettel e Leclerc na Rússia

Artigo anterior

Chefe da Ferrari explica polêmico acordo com Vettel e Leclerc na Rússia

Próximo artigo

Vettel diz que deixaria F1 se outra categoria usasse motores V12

Vettel diz que deixaria F1 se outra categoria usasse motores V12
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Rússia
Sub-evento Corrida
Pilotos Valtteri Bottas Compre Agora
Equipes Scuderia Ferrari
Autor Adam Cooper