Análise

F1 2023: Qual é a diferença média de tempo entre companheiros de equipe nas corridas após 12 GPs?

Alonso/Stroll é a dupla menos equilibrada do grid, enquanto Leclerc/Sainz estão bem próximos; confira tabela

Lance Stroll, Aston Martin AMR23, Fernando Alonso, Aston Martin AMR23, fora da garagem

Com a temporada 2023 da Fórmula 1 em sua pausa de agosto, analisamos as diferenças médias entre os companheiros de equipe na média das corridas. Qual é a dupla de pilotos mais desequilibrada?

O editor recomenda:

Embora seja verdade que já foram realizadas mais corridas (12) do que as que faltam (10), pode-se dizer que, com a pausa, a F1 chega ao fim da primeira metade do ano, que até agora só teve uma cor: a da Red Bull e, mais especificamente, o laranja que sempre caracteriza Max Verstappen.

No entanto, embora não estejam competindo pelo título, na categoria sempre houve um ditado que diz que o primeiro rival de um piloto, e talvez o mais importante na maioria das ocasiões, está sentado na garagem ao lado, ou seja, é o seu próprio companheiro de equipe.

Por esse motivo, e graças à conta do formularacers, especialistas em análise, podemos comparar e, em última análise, analisar o quão próximos ou distantes as diferentes duplas de pilotos no grid da categoria têm estado em termos de ritmo de corrida após as primeiras 12 rodadas da campanha.

Qual equipe tem a dupla de pilotos mais equilibrada e qual equipe é a 'mais desigual'?

Análise: diferença de tempo entre companheiros de equipe na F1 2023 após 12 corridas

EQUIPE PILOTO VENCEDOR DIFERENÇA PILOTO PERDEDOR
Aston Martin Fernando Alonso +19,5 segundos Lance Stroll

Williams

Alex Albon +17 segundos Logan Sargeant
Red Bull Max Verstappen +11,5 segundos Sergio Pérez
Mercedes Lewis Hamilton +6,6 segundos George Russell

Alfa Romeo

Valtteri Bottas +6,5 segundos Zhou Guanyu 

Haas

Nico Hulkenberg +6 segundos Kevin Magnussen
McLaren Lando Norris +4 segundos Oscar Piastri
Alpine Esteban Ocon +3,1 segundos Pierre Gasly
Ferrari Charles Leclerc +0,8 segundos Carlos Sainz

*A AlphaTauri não está inclusa na lista devido à mudança de piloto: saiu de Vries, entrou Ricciardo


Observando a tabela, chama a atenção o fato de que há três equipes em que a diferença entre seus pilotos excede 10 segundos em média, entre as quais a Aston Martin se destaca claramente com o espanhol Fernando Alonso, que conseguiu acumular uma diferença média de 19,5 segundos sobre o canadense Lance Stroll, quase 20 segundos, o que obviamente é um mundo na elite global do esporte a motor.

Atrás, o anglo-tailandês Alexander Albon, com uma diferença de 17 segundos sobre o norte-americano Logan Sargeant, a Williams tem o que é atualmente a segunda dupla de pilotos menos parelha no grid, à frente da Red Bull, onde, como esperado, o atual líder do campeonato mundial e bicampeão reinante da F1, o holandês Verstappen tem uma vantagem média de 11,5s sobre o mexicano Sergio Pérez.

Depois, as comparações são muito mais próximas, com Mercedes, Alfa Romeo e Haas, nas quais o britânico Lewis Hamilton, o finlandês Valtteri Bottas e o alemão Nico Hulkenberg têm uma vantagem de cerca de seis segundos sobre seus companheiros de equipe.

As três duplas mais equilibradas são de McLaren, Alpine e, acima de tudo, a Ferrari, já que a equipe de Maranello tem dois pilotos que correm regularmente muito próximos e isso fica evidente na diferença média de 0,8 segundo que o monegasco Charles Leclerc tem sobre o espanhol Carlos Sainz após 12 rodadas, o que certamente é uma ótima notícia para os italianos quando se trata de analisar sua força como equipe internamente. 

Charles Leclerc, Ferrari SF-23, Carlos Sainz, Ferrari SF-23

VÍDEO: Max Wilson compara auges de Verstappen, Hamilton e Alonso

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com debate se Red Bull de 2023 pode ser comparada à McLaren de 1988

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: 'Desrespeitado', Alonso diz que Szafnauer "deveria se calar e não falar nada"
Próximo artigo F1: "Ninguém ouviu minha versão", diz Alonso sobre episódio com Hamilton em 2007

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil