Fórmula 1
06 mai
Próximo evento em
62 dias
20 mai
Próximo evento em
76 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
90 dias
10 jun
Próximo evento em
97 dias
24 jun
Próximo evento em
111 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
118 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
132 dias
29 jul
Próximo evento em
146 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
174 dias
02 set
Próximo evento em
181 dias
09 set
Próximo evento em
188 dias
23 set
Próximo evento em
202 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
209 dias
07 out
Próximo evento em
216 dias
21 out
Próximo evento em
230 dias
28 out
Próximo evento em
237 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
273 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
282 dias

Mercedes: seria "burrice" não esperar problemas nos pneus na Espanha

A equipe busca, porém, uma evolução em comparação ao visto no último final de semana

compartilhar
comentários
Mercedes: seria "burrice" não esperar problemas nos pneus na Espanha

Após dominar a classificação para o GP dos 70 Anos da Fórmula 1, a Mercedes sofreu bastante com os pneus traseiros devido às altas temperaturas. E com a expectativa de clima quente novamente em Barcelona neste final de semana, a equipe alemã já se prepara novamente para o pior.

Lewis Hamilton e Valtteri Bottas tiveram problemas recorrentes com os pneus ao longo da corrida, sofrendo com os compostos mais macios fornecidos pela Pirelli para a segunda prova de Silverstone.

Leia também:

A Mercedes usou os últimos dias para aprender ao máximo com os problemas antes do GP da Espanha, porque o gerenciamento de pneus deve ser determinante novamente. O engenheiro da Mercedes, Andrew Shovlin não descartou uma repetição dos problemas em Barcelona.

"Seria burrice nossa dizer que não vamos ver esse problema novamente", disse. "Precisamos buscar soluções e progredir nesse fim de semana para entender melhor a natureza do problema e porque estivemos em forma pior que os demais".

"Mas não tenho dúvidas que será difícil. Spa, após a Espanha, é outro circuito de alta que podemos ter bolhas. Nosso foco em termos de performance é refrigerar os pneus, como evitar esse problema".

"Com sorte, não teremos isso de novo, mas acho que a Espanha mostrará se tivemos o progresso necessário".

Shovlin explicou que as altas temperaturas de Silverstone tornaram difíceis para Hamilton e Bottas manter a temperatura dos pneus traseiros, dizendo que era um problema novo para a equipe.

"O centro do pneu fica muito quente. O problema é que, quando ele fica quente, começa a ter problemas, gerando mais calor e aumentando a pressão. Você entra em um ciclo vicioso e se torna cada vez mais difícil de resolver".

TELEMETRIA: Os bastidores quentes do GP da Espanha com participação de Rico Penteado

PODCAST: O que aconteceria em um duelo Hamilton X Verstappen em igualdade de condições?

 

DIRETO DO PADDOCK: Pérez fala de Vettel na Racing Point e detona imprensa na Espanha

Artigo anterior

DIRETO DO PADDOCK: Pérez fala de Vettel na Racing Point e detona imprensa na Espanha

Próximo artigo

F1: Bottas lidera dobradinha da Mercedes no primeiro treino livre para o GP da Espanha

F1: Bottas lidera dobradinha da Mercedes no primeiro treino livre para o GP da Espanha
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Mercedes
Autor Luke Smith