F1: Bottas lidera dobradinha da Mercedes no primeiro treino livre para o GP da Espanha

compartilhar
comentários
F1: Bottas lidera dobradinha da Mercedes no primeiro treino livre para o GP da Espanha
Por:
, Repórter

Mercedes chega ao final de semana do GP da Espanha preocupada com uma repetição do fiasco dos pneus

Depois de uma rodada dupla em Silverstone, a Fórmula 1 chega a mais uma "casa" da categoria: o Circuito de Barcelona para o GP da Espanha. Em um final de semana que se espera temperaturas até mais quentes que as vistas na Inglaterra, Valtteri Bottas ficou com a ponta do primeiro treino livre, comandando uma dobradinha da Mercedes.

Geralmente realizado no final de abril / começo de maio, o GP da Espanha em agosto em meio ao verão europeu pode representar um grande desafio para as equipes devido às altas temperaturas esperadas. Com isso, um velho amigo pode ser novamente determinante: os pneus.

Leia também:

E a equipe que mais sofreu com os pneus no GP dos 70 Anos, a Mercedes, usou a semana para tentar entender a fundo o que aconteceu. Mas a equipe alemã está pronta para tentar não fazer feio novamente neste fim de semana.

Para a Mercedes, a sorte é que os compostos para o GP da Espanha são os mais duros entre os disponibilizados pela Pirelli: C1, C2 e C3, sendo os mesmos usados no GP da Grã-Bretanha, a primeira prova de Silverstone.

No paddock, a Racing Point continua sendo o grande assunto do momento. Depois de ter sido considerada culpada e penalizada em 400 mil euros e 15 pontos no Mundial de Construtores, a novela do protesto está longe do fim. Enquanto a própria Racing Point entrou com recurso tentando limpar seu nome, Renault e Ferrari entraram com recursos próprios questionando a sanção branda. Agora, o caso vai para o Tribunal Internacional de Recursos da FIA.

E alguém que olha com muito interesse para esse caso é a Mercedes. Apesar da equipe alemã ter sido inocentada no processo do protesto, a chegada do caso aos tribunais pode acabar acertando a líder do campeonato. E as principais rivais da Mercedes, Red Bull e Ferrari, acreditam que a equipe não é inocente na história.

Dentro das pistas, o final de semana marca a volta de Sergio Pérez ao grid. Duas semanas após testar positivo para Covid, o mexicano entregou um teste negativo e pôde entrar novamente no paddock, reassumindo seu posto, que foi substituído por Nico Hulkenberg nas provas em Silverstone.

E Pérez chegou querendo esclarecer várias questões que o envolveram enquanto esteve fora, em especial a envolvendo a possível chegada de Sebastian Vettel em seu lugar na Racing Point / Aston Martin. Segundo o mexicano, ele está confiante em sua permanência e que esses rumores devem "desaparecer".

Falando em Vettel, lá na Ferrari a situação não continua das melhores. O tetracampeão ganhou um novo chassi para esse final de semana. E sobre seu futuro, o alemão disse que seu destino já está selado e que irá fazer o anúncio no futuro.

Em outro tópico, o piloto da casa, Carlos Sainz, anunciou que correrá com um capacete especial neste final de semana, homenageando o povo espanhol, que foi um dos que mais sofreu com a pandemia.

 

E no Brasil, uma novidade nas transmissões: com a rodada dupla da Copa Truck, Sérgio Maurício foi escalado para cobrir as provas em Goiânia. Com isso, as transmissões da F1 no SporTV ficaram a cabo de Everaldo Marques, em um reencontro do narrador com a categoria após alguns anos.

Quem abriu os trabalhos do dia em Barcelona foi a Ferrari. Sebastian Vettel foi o primeiro a fazer uma volta rápida marcando um tempo de 01min22s879. Mas os tempos altos dele e de Charles Leclerc se deram porque ambos estavam fazendo testes de aerodinâmica.

Apenas com 20 minutos de treino que mais alguém fez volta rápida. Max Verstappen fez 01min19s574 e assumiu a ponta. Nesse momento, apenas Nicholas Latifi havia marcado tempo além dos três.

Poucos minutos depois foi a vez da Mercedes ir à pista e assumir a ponta de cara, com Valtteri Bottas marcando 01min18s575. Para comparação, o tempo da pole position de 2019, que ficou com o próprio finlandês, foi de 01min15s406.

Na marca de 30 minutos da sessão, Bottas seguia na ponta, mas agora com 01min18s573, de pneus médios. No Top 10, uma grande variação entre os compostos. O finlandês era seguido por Ricciardo e Pérez, de macios, Grosjean, de médios, Verstappen, o único de duros, a 0s979 de Bottas, Sainz, Ocon, Raikkonen, Stroll e Gasly. Ainda com pneus duros, Hamilton era apenas o 11º, a 1s381 do companheiro.

Mesmo de duros e com um primeiro setor ruim, Hamilton conseguiu encaixar uma volta em 01min19s147, assumindo o segundo lugar, a 0s574 de Bottas. Pouco depois, assumiu a ponta, superando o finlandês em 0s057, com 01min18s516.

Com pneus macios novos, tanto Bottas quanto Hamilton baixaram e muito os tempos. O finlandês ficou na ponta, com 01min16s785, quase 2 segundos mais rápidos que as voltas de compostos duros. Já Hamilton ficou a 0s039 do companheiro de Mercedes. Vale destacar que, apesar das voltas voadoras, nenhum dos pilotos tinha o melhor tempo no primeiro setor.

O segredo, comum entre os pilotos e bem aplicado pela Mercedes, é fazer um primeiro setor mais conservador, para ter os pneus em boas condições para os demais, em especial o último que é mais rápido, evitando ter um pneu superaquecido antes da hora.

O estreante do dia, Roy Nissany, causou uma breve bandeira amarela no final do segundo setor por escapar da pista. O piloto de testes da Williams, que atualmente está na Fórmula 2, correu no lugar de George Russell.

 

Faltando 30 minutos para o fim da sessão, as Mercedes seguiam imbatíveis na ponta com Bottas seguido de Hamilton. Completavam o Top 10, Leclerc, a 1s185, Vettel, Grosjean, Pérez, Magnussen, Stroll, Sainz e Ocon. Verstappen ocupava a 14ª posição e Albon a 17ª.

No final, o 01min16s785 de Valtteri Bottas não foi desafiado até o estouro do cronômetro. Lewis Hamilton completou a dobradinha da Mercedes, a 0s039 do companheiro de equipe. Completaram o Top 10, Verstappen, Leclerc, Vettel, Grosjean, Pérez, Albon, Magnussen e Stroll.

Na metade de baixo da tabela, Sainz, Ocon, Norris, Gasly, Giovinazzi, Raikkonen, Kvyat, Ricciardo, Latifi e Nissany.

Cla Piloto Equipe Voltas Tempo Dif
1 Finland Valtteri Bottas Mercedes 33 1'16.785  
2 United Kingdom Lewis Hamilton Mercedes 29 1'16.824 0.039
3 Netherlands Max Verstappen Red Bull 26 1'17.724 0.939
4 Monaco Charles Leclerc Ferrari 27 1'17.970 1.185
5 Germany Sebastian Vettel Ferrari 27 1'17.981 1.196
6 France Romain Grosjean Haas 29 1'18.291 1.506
7 Mexico Sergio Perez Racing Point 31 1'18.471 1.686
8 Thailand Alex Albon Red Bull 27 1'18.606 1.821
9 Denmark Kevin Magnussen Haas 28 1'18.620 1.835
10 Canada Lance Stroll Racing Point 31 1'18.643 1.858
11 Spain Carlos Sainz Jr. McLaren 33 1'18.733 1.948
12 France Esteban Ocon Renault 31 1'18.736 1.951
13 United Kingdom Lando Norris McLaren 32 1'18.744 1.959
14 France Pierre Gasly AlphaTauri 26 1'18.888 2.103
15 Italy Antonio Giovinazzi Alfa Romeo 24 1'18.917 2.132
16 Finland Kimi Raikkonen Alfa Romeo 24 1'18.981 2.196
17 Russian Federation Daniil Kvyat AlphaTauri 21 1'19.145 2.360
18 Australia Daniel Ricciardo Renault 31 1'19.230 2.445
19 Canada Nicholas Latifi Williams 30 1'20.334 3.549
20 Israel Roy Nissany Williams 25 1'20.664 3.879

A Fórmula 1 volta à pista nesta sexta com o segundo treino livre para o GP da Espanha. A sessão está marcada para 10h.

Todas as notícias sobre o GP da Espanha da F1 você acompanha no site do Motorsport.com e em nosso canal no YouTube. Não esqueça de se inscrever no canal e ativar as notificações para não perder nada! Fique por dentro de todas as novidades e análises e confira nossos programas em vídeo e podcast!

DIRETO DO PADDOCK: Pérez fala de Vettel e imprensa; Massa sai da Venturi na F-E 

PODCAST: O que aconteceria em um duelo Hamilton X Verstappen em igualdade de condições?

 

Mercedes: seria "burrice" não esperar problemas nos pneus na Espanha

Artigo anterior

Mercedes: seria "burrice" não esperar problemas nos pneus na Espanha

Próximo artigo

Ricciardo explica aposta com chefe da Renault envolvendo tatuagem

Ricciardo explica aposta com chefe da Renault envolvendo tatuagem
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Guilherme Longo