Fórmula 1 GP da Espanha

“Mick Schumacher é melhor que metade do grid da F1”, diz Todt

Ex-presidente da FIA e amigo da família Schumacher saiu em defesa de piloto alemão

Mick Schumacher, Reserve Driver, Mercedes-AMG F1 Team, for Pirelli hot laps

Mick Schumacher, piloto reserva del equipo Mercedes-AMG F1

Foto de: Alexander Trienitz

Jean Todt considera Mick Schumacher um piloto melhor “do que metade do grid” na Fórmula 1 e garante que o sobrenome funciona contra o alemão.

Mick Schumacher chegou à F1 como piloto da Haas para a temporada de 2021 depois de ter vencido a Fórmula 2 no ano anterior e com a expectativa de ser filho do heptacampeão mundial Michael Schumacher.

Leia também:

No entanto, o alemão passou dois anos difíceis com a Haas, pois sofreu com carros pouco competitivos, só conseguiu somar pontos duas vezes (o sexto lugar no GP da Áustria de 2022 foi seu melhor resultado) e se envolveu em acidentes de grande repercussão que mancharam sua campanha.

Schumacher ficou sem vaga na categoria máxima para a temporada 2023 e se tornou piloto reserva da Mercedes, à qual neste ano somou competir com a Alpine no Campeonato Mundial de Endurance (WEC).

“Quero vê-lo realizar seus sonhos”, disse recentemente Jean Todt sobre Mick Schumacher em entrevista ao jornal alemão Sport Bild.

No entanto, do jeito que as coisas estão, Mick não consegue realizar os seus sonhos porque não compete atualmente na F1 e, segundo Todt, o fato de ter perdido o seu lugar habitual na categoria deve-se principalmente às circunstâncias externas.

Todt, amigo de longa data da família Schumacher, disse: “Muita gente pensa que o sobrenome dele é uma vantagem, mas se tornou uma desvantagem”.

A pressão que isto colocou sobre Mick Schumacher foi “injusta”, disse o francês, acrescentando: “As expectativas colocadas sobre ele não eram razoáveis ​​e o carro não era competitivo.

No entanto, Todt aceita que o próprio Mick também desempenhou um papel na sua carreira na F1, que chegou ao fim depois de apenas duas temporadas na Haas: “É claro que ele sofreu alguns acidentes, alguns dos quais foram culpa dele”.

De qualquer forma, o ex-chefe da Ferrari considera Mick um piloto que “merece um lugar na F1”.

E acrescenta: “Mick é melhor que metade dos pilotos de F1”, algo que afirma ao dizer que “Mick sem dúvida tem o que é preciso (para a F1). Se não, não teria vencido a Fórmula 3 e a Fórmula 2”.

Um aspecto negativo que Tod observou sobre Mick Schumacher é que ele pode ter sido “bom demais” para a F1. “Às vezes você tem que esticar os cotovelos”, concluiu.

VERDADE OU MITO: Brasil-1991 é a MAIOR VITÓRIA de SENNA? Glórias de AYRTON em DEBATE | Podcast F1

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

VERDADE OU MITO: Brasil-1991 é a MAIOR VITÓRIA de SENNA? Glórias de AYRTON em DEBATE | Podcast F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Newey faz visita ‘secreta’ à fábrica da Aston Martin; saiba detalhes
Próximo artigo F1: Bahrein deve ser o local da pré-temporada de 2025

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil