Últimas notícias

Pérez: Alonso é um dos "pouquíssimos" com quem se pode batalhar duro

"Estivemos muito perto de chegar ao pódio. Mas tenho que dizer parabéns ao Fernando, porque foi uma grande luta. Muito justa"; confira no Motorsport.com

Fernando Alonso, Aston Martin AMR23, lidera Sergio Perez, Red Bull Racing RB19

O mexicano Sergio Pérez, da Red Bull, elogiou a perícia do espanhol Fernando Alonso, da Aston Martin, na emocionante batalha entre eles no GP de São Paulo, dizendo que o bicampeão é um dos "pouquíssimos pilotos" na Fórmula 1 em quem se pode confiar.

Depois de uma largada repleta de ação no Brasil, a corrida em Interlagos caiu em um marasmo no meio da prova, mas foi 'revivida' algumas voltas antes do final por um duelo entre o piloto da Red Bull e o da Aston Martin.

O editor recomenda:

Após 'caçar' Alonso pelo pódio por um tempo, Pérez finalmente conseguiu ultrapassá-lo na Curva 1, na penúltima volta. Porém, o espanhol aproveitou o impulso na Curva 4 para dar o troco.

Pérez quase ultrapassou Alonso novamente na reta final, mas Alonso se segurou para conquistar o seu primeiro pódio e o da Aston Martin na F1 em sete corridas por somente 0s053.

Apesar de ter pedido mais um top 3, ao qual tenta retornar desde Monza, Pérez elogiou Alonso. Antes, falou um pouco da própria corrida. "Demorei um pouco para ultrapassar a Mercedes e, basicamente, isso prejudicou minha prova", explicou.

"Depois disso, estávamos sempre com Fernando. Estivemos muito perto de chegar ao pódio. Mas tenho que dizer parabéns ao Fernando, porque foi uma grande luta. Muito justa."

"E isso é muito bom, porque a intensidade com que corremos um contra o outro, sempre com muito espaço, acho que com muito poucos pilotos você pode fazer isso no grid", destacou 'Checo'.

"Você sabe que Fernando sempre tentará jogar o jogo, mas ele sempre será justo. Foi uma ótima corrida. Acho que quem conseguiu o pódio mereceu muito, e ele conseguiu", seguiu.

"Não acho que eu poderia ter feito nada diferente. Eu gostaria de estar no pódio, é doloroso perder, mas estou feliz por Fernando porque ele fez uma boa corrida", ressaltou Sergio.

Apesar do revés ante Alonso, Pérez aumentou sua vantagem sobre o britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, na luta pelo segundo lugar no campeonato de pilotos, de 20 para 32 pontos.

Apesar do desastroso acidente na Curva 1 no México e do pódio perdido em São Paulo, Pérez sente que finalmente está começando a dar a volta por cima depois de um período de perda de confiança que levantou questões sobre seu futuro na Red Bull.

"Acho que depois do Catar, quando voltei para a equipe [em Milton Keynes], entendemos muitas coisas que estávamos fazendo errado. Em Austin, estávamos um pouco comprometidos, mas desde então até o México foi muito bom. Eu saí da pista, mas estava muito perto da liderança. Então, no geral, acho que estamos fazendo um bom progresso."

"O ritmo tem estado presente nos últimos finais de semana, mas, por um motivo ou outro, não conseguimos colocar tudo junto para um bom resultado. Acho que é apenas uma questão de tempo até que isso aconteça", completou o mexicano da Red Bull.

Reportagem adicional de Adam Cooper

F1 AO VIVO: Veja debate sobre o GP de São Paulo, em Interlagos, Brasil

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #254 – O que esperar do GP de São Paulo, em Interlagos?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Artigo anterior F1: Hamilton aponta provável culpado por desempenho pífio da Mercedes no Brasil
Próximo artigo F1: Wolff lamenta por Hamilton e Russell guiarem carros "miseráveis" em Interlagos
Assinar